Força de Unidade Popular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Força de Unidade Popular
Líder Otelo Saraiva de Carvalho
Fundação 28 de março de 1980
Dissolução 31 de março de 2004
Sede  Portugal
Ideologia Socialismo Revolucionário
Populismo
Anticapitalismo
Espectro político Extrema-esquerda
Cores Preto
1980 FUP Otelo Henrique Matos.jpg

A Força de Unidade Popular (FUP), foi um partido político português, fundado em 1980 e extinto em 2004.[1] .

Fundado pelo major Otelo Saraiva de Carvalho na área do "socialismo participado", defendia nos seus estatutos, "promover a unidade popular no seio do povo português para a construção do Socialismo" e "praticar a solidariedade com todos os povos do mundo que lutam pela sua libertação e pelo Socialismo".

Nunca chegou a ir a votos (apresentou candidatos em 1985[2][3] e 1991[4], mas desistiu antes do dia das eleições), tendo apoiado Otelo Saraiva de Carvalho às eleições presidenciais de 1980, onde este obteve um resultado desastroso, com somente 85.896 votos (1,49%).

História[editar | editar código-fonte]

A ideia de criação do partido foi lançada pelo major Otelo Saraiva de Carvalho, em 30 de janeiro de 1980, e concretizada em 28 de março seguinte através de um acordo constitutivo subscrito pelo mesmo, por representantes do MES - Movimento de Esquerda Socialista, OUT - Organização Unitária de Trabalhadores, PC(m-l)P - Partido Comunista (marxista-leninista) de Portugal, PC(R) - Partido Comunista (Reconstruído), PRP - Partido Revolucionário do Proletariado, UC - Unidade Comunista, UDP - União Democrática Popular e quatro independentes.[5]

O partido foi vítima própria de um certo culto de personalidade ou Otelismo. A partir de junho de 1984, após a operação "Orion" da Polícia Judiciária, incidindo sobre as FP25 e que levou à detenção de dezenas de militantes da FUP e do próprio Otelo, o partido assistiu ao encerramento sucessivo das suas sedes.

Comprovada a ligação do partido às FP25 e ao "Projecto Global", por ser a sua componente da "organização política de massas" (OPM), foi decretada a sua extinção em 2004.[5]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Resultados em eleições
(o ano liga à página da eleição)
Ano Presidenciais Apoio Votos % Posição Mandatos
1980
Otelo Saraiva de Carvalho
FUP
85 896
1,49%
3.º
-

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Força de Unidade Popular». Comissão Nacional de Eleições. Consultado em 1 de junho de 2010 
  2. «Parecer do Conselho Consultivo da PGR». ITIJ - Bases Jurídico-Documentais. Consultado em 25 de novembro de 2012 
  3. «Sorteio das listas apresentadas - Eleição para a Assembleia da República 1985». Comissão Nacional de Eleições. Consultado em 25 de novembro de 2012 
  4. «Sorteio das listas apresentadas - Eleição para a Assembleia da República 1991». Comissão Nacional de Eleições. Consultado em 25 de novembro de 2012 
  5. a b c «Acordão N.º 231/04». Tribunal Constitucional. 14 de maio de 1987. Consultado em 1 de junho de 2010 
  6. a b c «Cronologia de 25 de abril de 76 a 5 de outubro de 86». Forum Cidadania. Consultado em 1 de junho de 2010 
  7. a b «Acordão N.º 162/87». Tribunal Constitucional. 31 de março de 2004. Consultado em 1 de junho de 2010 



Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.