Frente Republicana e Socialista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frente Republicana e Socialista
Fundação 1 de agosto de 1980
Dissolução 1982
Sede  Portugal
Ideologia Social-democracia
Socialismo democrático
Republicanismo
Espectro político Centro-esquerda
Afiliação nacional PS
UEDS
ASDI
FRS - Frente Republicana e Socialista, pintura mural de 1980[1]

A Frente Republicana e Socialista (FRS) foi uma coligação de partidos políticos portugueses formada pelo Partido Socialista (PS), União de Esquerda Socialista Democrática (UEDS) e Acção Social Democrata Independente (ASDI), registada em 1 de Agosto de 1980.[2]

A coligação foi formada tendo em vista as eleições de 1980 para a Assembleia da República, tendo obtido 26,65% dos votos.[3] Foi uma reacção à esquerda à união de partidos de centro e de direita representada pela Aliança Democrática (AD), que fora formada no ano anterior e vencera as eleições de 1979 (e, mesmo contra um centro-esquerda unido na FRS, voltaria a ganhar nas eleições de 1980).

Resultados Eleitorais[editar | editar código-fonte]

Data Votos % Deputados Status Notas
1980 1 673 279 27,8 (2.º)
74 / 250
Oposição PS(66), UEDS(4), ASDI(4)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pinturas murais no 25 de Abril na cidade do Porto
  2. Artigo do Jornal de Notícias de 2 de Agosto de 1980
  3. «Resultados Eleitorais». CNE - Comissão Nacional de Eleições. Consultado em 25 de Setembro de 2009 



Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.