Ato ilocucionário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um ato ilocucionário é um ato de fala completo, feito em um enunciado típico, que consiste na entrega do conteúdo proposicional do enunciado e uma força ilocucionária particular, por meio do qual o orador afirma, sugere, exige, promete ou promete[1][2]. O conceito de atos ilocucionários foi introduzido na linguística pelo filósofo John L. Austin em sua investigação dos vários aspectos dos atos de fala[3].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. What is an illocutionary act? por Eugene E. Loos (2004)
  2. Da teoria dos atos de fala à nova pragmática: os legados de John L. Austin e Kanavillil Rajagopalan publicado por DELTA vol.32 no.3 São Paulo Sept./Dec. 2016 - http://dx.doi.org/10.1590/0102-445077656250893236
  3. Austin’s Speech Act Theory and the Speech Situation por Etsuko Oishi Esercizi, publicado em "Filosofici" no 1 (2006}, pp. 1-14 - ISSN 1970-0164
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.