Avenida dos Baobás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Baobab Avenue 1.JPG
Adansonia grandidieri Pat Hooper.jpg

A avenida ou alameda dos baobás é um proeminente grupo de árvores baobá alinhadas em uma estrada de terra entre Morondava e Belon'i Tsiribihina na região Menabe na parte ocidental de Madagascar. Sua paisagem impressionante atrai viajantes de todo o mundo, tornando-se um dos locais mais visitados da região. Ela tem sido um centro dos esforços de conservação local, e foi concedido status de proteção temporária, em julho de 2007 pelo Ministério do Ambiente, Águas e Florestas, o primeiro passo para torná-la primeiro monumento nacional de Madagascar.[1]

Ao longo da avenida são cerca de uma dúzia de árvores de aproximadamente 30 metros de altura, da espécie Adansonia grandidieri, endêmica de Madagáscar.[2] Baobás, de até 800 anos, conhecidos localmente como Renala (do malgaxe "mãe da floresta") , eram um legado de densas florestas tropicais que uma vez prosperaram em Madagascar. As árvores, originalmente, não eram isoladas sobre a paisagem seca de mato, ficavam no meio de densa floresta. Ao longo dos anos, a população do país cresceu, as florestas foram desmatadas para a agricultura, deixando-se apenas os baobás, que a população local preserva, tanto no que diz respeito, quanto ao seu valor como fonte de alimento e material de construção.[2]

A área não é um parque nacional, e as árvores estão ameaçadas por mais desmatamento, efluentes de invadir plantações de arroz e plantações de cana de açúcar, e de incêndios florestais.[3] Apesar de sua popularidade como destino turístico, a área não tem centro de visitantes ou taxas de entrada, e moradores locais recebem pouca renda do turismo. A Conservation International, em parceria com Fanamby, uma ONG de Madagascar, lançou um projeto de ecoturismo que visa a conservação da área e melhoria econômica para a comunidade local.[4]

Referências

  1. «Allée des Baobabs: Un site classé aire protégée». Madagascar Tribune. 1 de agosto de 2007. Consultado em 22 de março de 2008  (em francês)
  2. a b Helen Scales. «The land of the giants». Geographical (March 2007) 
  3. «Madagascar's baobab avenue gains monumental status». Deutsche Presse-Agentur. 14 de agosto de 2007. Consultado em 22 de março de 2008 
  4. Nicole Johnston (15 de agosto de 2007). «Baobab band-aid». Mail & Guardian Online. Consultado em 22 de março de 2008 


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Avenida dos Baobás