Barbas de baleia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2014)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Cerdas bucais

São longas placas flexíveis de queratina (o mesmo material de que são feitas as unhas e o cabelo) organizadas em duas filas na maxila superior da boca das baleias da sub-ordem Mysticeti - as baleias sem dentes - que servem como aparelho de alimentação por filtragem.

Estas placas são uma modificação da epiderme e, além da queratina, contêm ainda pequenas quantidades de um mineral próprio dos ossos, a hidroxiapatite, assim como de manganésio, cobre, boro, ferro e cálcio.

Dependendo da espécie, uma placa das cerdas pode ter 0,5 a 3,5 metros de comprimento.

Antes da invenção do plástico, as cerdas eram usadas na construção de guarda-chuvas e nas cintas e corpetes das mulheres.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • St. Aubin, D.J, R.H. Stinson and J.R. Geraci 1984. "Aspects of the structure and function of baleen, and some effects of exposure to petroleum hydrocarbons". Canadian Journal of Zoology 62: 193-198
Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.