Batalha de Assaye

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cerco de Seringapatam
Parte da Segunda Guerra Anglo-Marata
Battle of Assaye2.jpg
Major-general Wellesley (montado) comandando suas tropas na Batalha de Assaye (J.C. Stadler depois de William Heath)
Data de 23 de setembro de 1803
Local Assaye
Desfecho Decisiva vitória britânica
Beligerantes
Flag of the British East India Company (1801).svg British East India Company Flag of the Maratha Empire.svg Confederação Maratha
Comandantes
Major-general Arthur Wellesley Daulat Scindia
Raguji II Bhonsle
Anthony Pohlmann
Forças
9.500, (incluindo dois regimentos de infantaria britânica e um regimento de cavalaria)
17 canhões
10.800 infantaria indiano treinado de forma europeia
10.000–20.000 militares irregulares de infantaria
30.000–40.000 militares irregulares de cavalaria
100+ canhões
Baixas
1.602 total
428 mortos[1]
1.156 feridos[1]
18 desaparecidos[1]
6.000 mortos e feridos aprox.[2][3]
98 canhões perdidos

A batalha de Assaye foi uma grande batalha da Segunda Guerra Anglo-Marata travada entre a Confederação Maratha e a British East India Company. Ocorreu em 23 de setembro de 1803 perto de Assaye no oeste da Índia, onde uma força indiana e britânica em desvantagem sob o comando do Major-general Arthur Wellesley (que mais tarde tornou-se o duque de Wellington) derrotaram um exército confederado combinado de Daulat Scindia e Raguji II Bhonsle. A batalha foi a primeira grande vitória de Wellington e que ele descreveu mais tarde como sua melhor realização no campo de batalha.

Referências

  1. a b c Millar p. 82.
  2. Holmes p. 81.
  3. Millar p. 83.
Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.