Benzedor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Vassourinha Scoparia dulcis e Arruda são típicas plantas utilizadas em rituais de "reza" no Brasil

Benzedor, Curador ou simplesmente Rezador é uma atividade, muitas vezes considerada curandeirismo, destinada a curar uma pessoa doente, aplicando sobre ela gestos, em geral acompanhados por alguma erva com pretensos poderes sobrenaturais, ao tempo em que se aplica uma prece. Constitui-se num importante elemento da cultura popular do Brasil, e tem suas origens no sincretismo religioso.

Um estudo sobre tais práticas tanto pode ser realizado nos parâmetros da antropologia médica ou no âmbito da parapsicologia e estudos da religião e cura pela fé. Em ambos os casos a maioria das pesquisas referem-se a estudos específicos de casos cura ou descrição dos curadores com suas respectivas crenças (com detalhadas descrições das rezas e plantas utilizadas) e/ou os itinerários terapêuticos e percepção do "pacientes" sobre a doença e tratamento.

O rezador[editar | editar código-fonte]

Apesar da resistência da ciência oficial, a atividade muitas vezes impressiona pelos seus efeitos, atribuídos pelos cientistas por um componente subjetivo que é a daqueles que se submetem à cura.

Ao contrário dos curandeiros, charlatães, e outros aproveitadores, o Benzedor em geral é alguém da própria comunidade, e que recebeu os ensinamentos dos antigos, sempre de forma oral - razão pela qual não há registros sobre eventuais fórmulas, bem como mantêm em segredo a oração que proferem - geralmente não cobrando por suas atividades (embora nada obste que o faça).

Origens[editar | editar código-fonte]

Os rezadores são típicos das regiões remotas, onde os médicos são escassos, os remédios alopatas inacessíveis. A origem nos pajés indígenas é patente - sendo que na Região Amazônica ambos os conceitos são sinônimos - com a aplicação de elementos próprios da religião cristã. Não se pode descartar também a influência da cultura africana nas regiões onde predominou a colonização com mão de obra escrava.

Mesmerismo e magnetismo segundo o Espiritismo[editar | editar código-fonte]

Para o Espiritismo o Benzedor está intuitivamente aplicando os princípios do "magnetismo espiritual", cujo estudo pseudo-científico iniciou-se no século XVIII com o Dr. Franz Anton Mesmer (1734-1815).

Consta que o médico brasileiro Dr. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti (1831-1900), um dos fundadores da doutrina espírita no Brasil enquanto vereador do Rio de Janeiro realizou pesquisas sobre medicina medianímica praticada na época, inclusive com pesquisa de campo com o médium receitista João Gonçalves do Nascimento (1844 - 1916) com parecer favorável sobre sua eficácia.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem o portal:
  • Ocultimo
  • AZEVEDO, Teo. Plantas medicinais e bezeduras (como curar com ervas e rezas). SP, Topo-Livros, 1980
  • FONSECA, Dyana Joy S.; RIBEIRO, Idalva C.; COSTA Jeferson M. Plantas usadas nas práticas de cura por benzedores do bairro do Algodoal, município de Abaetetuba, Pará Ttrabalho apresentado no 64º Congresso Nacional de Botânica Belo Horizonte, 10-15 de Novembro de 2013 PDF Jul. 2014
  • LIMA, Luiz da Rocha. Medicina dos espíritos. RJ, Atheneu, 1983
  • MELLO, Jacob O Passe, seu estudo, suas técnicas, sua prática - FEB, Rio de Janeiro, 1991.
  • OLIVEIRA, Elda Rizzo. O que é benzeção (coleção Primeiros Passos). São Paulo, 1985.
  • OLIVEIRA, Érica Caldas Silva; TROVÃO, Dilma Maria de Brito Melo. O uso de plantas em rituais de rezas e benzeduras: um olhar sobre esta prática no estado da Paraíba. R. bras. Bioci., Porto Alegre, v. 7, n. 3, p. 245-251, jul./set. 2009 PDF Jul. 2014
  • MEDEIROS, Lis Cardoso Marinho; AZEVEDO, Gláucia Antonia Viana de; MACHADO, Fábio Mota and SOUSA, Simone Ramos de. As práticas populares de cura utilizadas por rezadores no povoado Brejinho, município de Luiz Correia - PI. Esc. Anna Nery [online]. 2007, vol.11, n.1 PDF Jul.2014