Bolívar Lamounier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bolívar Lamounier
Nascimento 25 de abril de 1943 (74 anos)
Dores do Indaiá
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Sociólogo e cientista político
Principais trabalhos Tribunos, profetas e sacerdotes – intelectuais e ideologias no século XX
Prémios Prêmio ABL de História e Ciências Sociais (2015)

Bolívar Lamounier (Dores do Indaiá, 25 de abril de 1943[1]) é um sociólogo e cientista político brasileiro que foi o primeiro diretor-presidente do IDESP (Instituto de Estudos Econômicos, Sociais e Políticos de São Paulo), escrevendo freqüentemente para os mais importantes veículos da imprensa brasileira. No ano de 1997 foi eleito para a Academia Paulista de Letras[2], sendo autor de numerosos estudos de Ciência Política publicados no Brasil

Formação[editar | editar código-fonte]

Bacharel em Sociologia e Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 1964 e Doutor em Ciência Política pela Universidade da Califórnia, Los Angeles (1974).

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi membro da Comissão Provisória de Estudos Constitucionais (“Comissão Afonso Arinos”) nomeada pela Presidência da República em 1985 para preparar o anteprojeto da Constituição. Coordenou o programa de estudos sobre a revisão constitucional do Instituto de Estudos Avançados da USP entre 1992 e 1993. Integrou o COPS (Conselho de Orientação Política e Social) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo entre 1989 e 2001. Presidiu o Conselho Diretor do CESOP – Centro de Estudos de Opinião Pública – da Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, de 1993 a 1999. Em 1997 foi eleito para a Academia Paulista de Letras. É autor de numerosos estudos de Ciência Política publicados no Brasil e no exterior[3][4].

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Os Partidos e as Eleições no Brasil (Editora Paz e Terra, 1975), co-autoria com Fernando Henrique Cardoso[5];
  • Democracy and Economic Reform in Brazil, co-autoria com Edmar Bacha, incluído no volume Precarious Balance: Democracy and Economic Reform in Latin America and East Europe ,organizado por Joan Nelson e publicado pelo Overseas Development Council (Washington DC,1994);
  • E no Entanto se Move: Formação e Evolução do Estado Democrático no Brasil,1930-1994, ensaio incluído no volume 50 ANOS DE BRASIL, preparado para a comemoração do cinquentenário da Fundação Getúlio Vargas (Editora da FGV,1994), com prefácio de Mário Henrique Simonsen;
  • Brazil: Inequality against Democracy, ensaio incluído no volume Democracy in Developing Nations, editado por Larry Diamond,Jonathan Hartlyn, Juan Linz e Seymour Martin Lipset (Boulder, Colorado: Lyne Rienner Publishers,1990); second edition, 1999;
  • A Democracia Brasileira no Limiar do Século XXI, também publicado pela Fundação Konrad-Adenauer, São Paulo, em 1995;
  • (organizador) Brasil e África do Sul : Uma Comparação (Editora Sumaré, São Paulo,1996);
  • Rui Barbosa e a Construção Institucional da Democracia Brasileira (Rio de Janeiro : Editora Nova Fronteira e Fundação Casa de Rui Barbosa, 1999);
  • (em co-autoria com Amaury de Souza) A Classe Média Brasileira: ambições, valores e projetos de sociedade. . São Paulo: Companhia das Letras, 2016;
  • Tribunais, Profetas e Sacerdotes: intelectuais e ideologias no século XX. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009;
  • Liberais e Antiliberais: a luta ideológica do nosso tempo. São Paulo: Companhia das Letras, 2016;
  • O Império da Lei: a visão dos advogados sobre a justiça brasileira (E-book). São Paulo: Companhia das Letras, 2016;

Referências


Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Bolívar Lamounier