Códigos navais japoneses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Códigos navais japoneses, são considerados todos os tipos de criptografia criadas pelos japoneses durante e Segunda Guerra Mundial.

História[editar | editar código-fonte]

A vulnerabilidade dos códigos e da criptografia naval japonesa foi fundamental para a condução da Segunda Guerra Mundial, e teve importante influência nas relações externas entre o Japão e o Ocidente nos anos que antecederam a guerra. Cada novo código japonês criado acabava sendo quebrado, e as informações analisadas pelo aliados. Dentre algumas destas ações, pode-se destacar a emboscada vitoriosa em Midway e o abate de Isoroku Yamamoto nas Ilhas Marianas1

A Marinha Imperial Japonesa usou diversos códigos e cifras durante a guerra, todos esses sistemas de encriptação eram conhecidos de maneira diferente por diferentes organizações, os mais conhecidos estão listados abaixo:

  • 1 Red Code
    Agnes Meyer Driscoll, criptoanalista americana responsável por boa parte da quebra dos códigos.
  • 2 Blue Code
  • 3 JN-11
  • 4 JN-25
  • 5 JN-39
  • 6 JN-40
  • 7 JN-152
  • 8 JN-167
  • Red Code (Código Vermelho)

O código foi parcialmente quebrado por John Joseph Rochefort , militar americano que havia ingressado na Inteligência Naval.

Transcrição do JN25 pela equipe de Bletchley Park

Como quase todos os códigos da marinha japonesa que Rochefort e seus colegas decifraram o mesmo consistia em um código cifrado, onde cada palavra ou sílaba susceptível de ser utilizado em uma mensagem, era atribuído um valor numérico - que seria posteriormente traduzido. Cada mensagem possuía um codígo identificador de onde a mensagem começava e que servia de referência ao receptor para a tradução. O nome dado ao código teria sido baseada na cor da pasta de um adido japonês de onde os americanos teria captura o mesmo, em 1923. Após três anos de trabalho Agnes Driscoll, também criptoanalista da marinha foi capaz de quebrar a parte aditiva do código.

  • Blue Code(Código Azul)

Em 1 dezembro de 1930, os japoneses substituíram o Red, por um código mais sofisticado No entanto, o novo código, chamado Blue, continha padrões numéricos que eram bastante semelhantes ao velho. Neste caso, Driscoll e sua equipe foram capazes de decifrar e traduzir Blue em apenas dois anos.

  • JN-11

Foi um código derivado dos anteriores, sendo temporiamente utilizado pela Marinha Mercante Japonesa.

  • JN-25

JN-25 foi considerado pelos criptoanalistas americanos como o mais seguro e difícil de quebrar. O JN-25 ( Japan Navy 25), era um sistema de codificação manual, inventado ainda na Primeira Guerra Mundial, se baseava na combinação de 33.333 letras e palavras, além de um série de tabelas de códigos com cinco dígitos que estavam em grossos livros de códigos. O erro na cifragem e na decodificação, bem como a lentidão devido a complexidade o tornava extremamente inconveniente na sua utilização. As constantes escutas e captura de fragmentos do código, permitiram sua violação. Mesmo com as mudanças nas tabelas de codificação efetuadas pelos japoneses a cada seis meses, permitia que os americanos, logo conseguissem decifrar a nova sequência de código.Em Abril de 1943, uma mensagem que informava sobre a visita do Almirante Isoroku Yamamoto às Ilhas Salomão, foi interceptada, permitindo que os americanos organizassem uma patrulha para abatê-lo. O código foi substituído pelo JN-402 .

Referências

  1. Após o início da Segunda Guerra, grande parte das escutas, transcrições e decifrações foram transferidas para Bletchley Park, próximo a Londres.
  2. Coleção 70º Aniversário da 2ª Guerra Mundial- Abril Coleções, Fasc. 15- Pag. 133

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Coleção 70º Aniversário da Segunda Guerra Mundial , Abril- 2009 , Fascículo 14
  • Smith, Michael: The Emperor’s Codes: Bletchley Park and the breaking of Japan’s secret ciphers (2000, Bantam London)
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Códigos navais japoneses



Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Windtalkers - Códigos de Guerra