Cabaret

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para sentido sala de espectáculo, veja Cabaré.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Cabaret
Cabaret - Adeus Berlim (PT)
Cabaret (BR)
 Estados Unidos
1972 •  cor •  124 min 
Direção Bob Fosse
Roteiro Jay Presson Allen
Elenco Liza Minelli
Michael York
Marisa Berenson
Joel Grey
Gênero drama musical
Idioma inglês, alemão, hebraico
Página no IMDb (em inglês)

Cabaret (br: Cabaret / pt: Cabaret - Adeus Berlim) é um filme americano de 1972, do gênero drama musical, dirigido por Bob Fosse e baseado no musical teatral de John Van Druten. Apenas alguns números musicais da peça foram usados ​​para o filme; Kander e Ebb escreveram novos para substituir aqueles que foram descartados. Na forma tradicional de teatro musical, cada personagem significativo na versão teatral canta para expressar seu / sua própria emoção e para avançar o enredo. Na versão cinematográfica, os números musicais são inteiramente diegéticos, normalmente cantados no próprio Kit Kat Klub, com uma exceção ("Tomorrow Belongs to Me").

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Na Alemanha, durante a ascensão do nazismo, uma cantora e dançarina estadunidense se envolve ao mesmo tempo com um professor inglês e um nobre alemão. Ela trabalha no Kit Kat Klub, de Berlin, sob tensão constante das ameaças dos nazistas do início dos anos 30, em shows que têm como mestre de cerimônias o personagem de Joel Gray. Mas sua grande aspiração é receber um convite da UFA (grande estúdio de cinema alemão, espécie de Hollywood da época).

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Pré-Produção[editar | editar código-fonte]

Em 1971, Bob Fosse soube através de Harold Prince, diretor da produção original da Broadway, que Cy Feuer estava produzindo uma adaptação cinematográfica de Cabaret através da ABC Pictures e Allied Artists. Determinado a dirigir o filme, Fosse pediu para Feuer para contratá-lo. Os executivos-chefes, Manny Wolf e Marty Baum, preferiam um diretor de maior nome como Joseph Mankiewicz ou Gene Kelly. Fosse que havia dirigido a adaptação cinematográfica de Sweet Charity, foi chamado por Wolf e Baum. Feuer apelou aos chefes de estúdio, citando o talento de Fosse para encenar e filmar os números musicais, acrescentando que, se fosse dado uma atenção excessiva às cenas do libreto em detrimento dos números musicais, todo o filme poderia falhar. Fosse foi finalmente contratado. Ao longo dos próximos meses, Fosse se reuniu com Jay Presson Allen para discutir o roteiro. Insatisfeito com o roteiro de Allen, ele contratou Hugh Wheeler para reescrever e revisar seu trabalho. Wheeler é referido como um "consultor de pesquisa", enquanto Allen mantém o crédito pelo roteiro. O roteiro final foi baseado menos no musical teatral de Joe Masteroff, e mais em "As histórias de Berlim" e "Eu sou uma câmera". Fosse e Feuer viajaram para a Alemanha, onde os produtores escolheu para filmar o filme, a fim de terminar a montagem da equipe de filmagem. Durante este tempo, Fosse recomendou Robert Surtees para ser o diretor de fotografia, mas Feuer e os altos executivos viram o trabalho Surtees em Sweet Charity como um dos muitos problemas artísticos do filme. Os produtores escolheram o cineasta britânico Geoffrey Unsworth. Os designers, Rolf Zehetbauer, Hans Jürgen Kiebach e Herbert Strabel serviram como designers de produção. Charlotte Flemming fez os figurinos. Os dançarinos Kathy Doby e John Sharpe foram trazidos sobre como auxiliares de dança de Fosse.

Escolha de Elenco[editar | editar código-fonte]

Feuer tinha escalado Liza Minnelli como Sally Bowles e Joel Grey (reprisando seu papel no musical) muito antes de Fosse juntar-se ao projeto. Fosse tinha a opção de usar Joel Grey como Mestre de Cerimónias ou se afastar da produção. Fosse contratou Michael York como o interesse amoroso abertamente bissexual Sally Bowles. Vários papéis menores, bem como os dançarinos no filme, foram escolhidos na Alemanha.

Filmagem[editar | editar código-fonte]

Os ensaios e filmagens aconteceram inteiramente na Alemanha. Por razões de economia, cenas internas foram filmadas na Bavaria Film Studios, em Grünwald, nos arredores de Munique. As cenas externas ocorreram em torno de Munique e Berlim, e em Schleswig-Holstein e Saxónia. A edição foi feita em Los Angeles antes do eventual lançamento nos cinemas em fevereiro de 1972.

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Oscar 1973 (Estados Unidos)

Ano Categoria Notas Resultado
1973 Melhor Filme Cabaret Indicado
Melhor Diretor Bob Fosse Venceu
Melhor Atriz Liza Minelli Venceu
Melhor Ator Coadjuvante Joel Grey Venceu
Melhor Roteiro Adaptado Jay Presson Allen Indicado
Melhor Edição David Bretherton Venceu
Melhor Direção de Arte Rolf Zehetbauer, Hans Jürgen Kiebach & Herbert Strabel Venceu
Melhor Fotografia Geoffrey Unsworth Venceu
Melhor Mixagem de Som Robert Knudson & David Hildyard Venceu
Melhor Trilha Sonora Ralph Burns Venceu

Globo de Ouro 1973 (Estados Unidos)

  • Venceu nas categorias de melhor filme - comédia / musical, melhor atriz - comédia / musical (Liza Minnelli) e melhor ator coadjuvante (Joel Grey).
  • Recebeu indicação nas categorias de melhor Diretor, melhor atriz coadjuvante (Marisa Berenson), melhor canção original (Mein Herr e Money, Money) e melhor revelação feminina (Marisa Berenson).

BAFTA 1973 (Reino Unido)

  • Venceu nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor atriz (Liza Minelli), melhor direção de arte, melhor fotografia, melhor trilha sonora e melhor revelação (Joel Grey).
  • Indicado nas categorias de melhor atriz coadjuvante (Marisa Berenson), melhor figurino, melhor edição e melhor roteiro.

Prêmio Bodil 1973 (Dinamarca)

  • Venceu na categoria de melhor filme não-europeu.

Prêmio David di Donatello 1973 (Itália)

  • Venceu na categoria de melhor diretor estrangeiro e melhor atriz estrangeira (Liza Minelli).

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cabaret