Cacém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Cacém (desambiguação).
Portugal Cacém 
  Freguesia portuguesa extinta  
WlargoDMariaII.jpg
Localização
Concelho primitivo Sintra
História
Fundação 3 de julho de 2001 (19 anos)
Extinção 28 de janeiro de 2013
Características geográficas
Área total 2 16 km²
Outras informações
Orago Coração Imaculado de Maria

Cacém é uma antiga freguesia portuguesa, pertencente à cidade de Agualva-Cacém e ao concelho de Sintra. A freguesia do Cacém foi criada em 3 de Julho de 2001, pela Lei n.º 18-C/2001 [1], que extinguiu a antiga freguesia de Agualva-Cacém e criou as novas freguesias de Agualva, Cacém, Mira-Sintra e São Marcos. O seu nome deriva do nome Árabe Kasim. Existe na Tunísia uma localidade denominada Kacém, mas não está estudada nenhuma ligação com Cacém.

Em 2013, no âmbito da reforma administrativa as freguesia de Cacém e São Marcos foram anexadas, formando a União das freguesias do Cacém e São Marcos.

Das duas freguesias constituintes da cidade de Agualva-Cacém, a freguesia de Cacém-São Marcos é a segunda maior.

Em 2011 a antiga freguesia tinha 21 289 habitantes.

Património[editar | editar código-fonte]

Rua Dr. Custódio Ferrer Brites, em homenagem ao médico que dedicou grande parte do seu saber e prática clínica à população do Cacém
  • Largo de D. Maria II - é ainda hoje o lugar de reunião dos habitantes mais antigos do Cacém: à beira do lago do Chafariz, à porta do barbeiro ou bebendo um copo nas tascas/restaurantes da zona.

A Rainha D. Maria II, mandou colocar neste largo um chafariz porque, pensa-se, este era o principal local de passagem no Cacém, nas viagens entre Lisboa e Sintra, dos membros da Casa Real da época. Diz a tradição, que no Pátio Saladino (actualmente em avançado estado de degradação), existia na época uma cavalariça, onde o Rei mudava frequentemente de cavalos, e daí a necessidade da construção do chafariz.

Devido à obra mandada construir pela Rainha, foi atribuído o seu nome ao largo, bem como à rua que desce até à baixa do Cacém.

A ligação ferroviária entre Lisboa e Sintra, concluída em 1887, veio trazer um grande desenvolvimento á localidade. Foi a partir dos anos 60 que se deu um maior crescimento desta zona. As principais atividades económicas são o comércio e serviços.

Personalidades[editar | editar código-fonte]

  • Joaquim Ribeiro de Carvalho, 1880-1942, proprietário da Quinta da Bela Vista, político da Primeira República, jornalista, escritor, poeta e tradutor. Existe na freguesia uma rua com o seu nome, que começa junto do portão da referida Quinta. Dá hoje nome a um agrupamento escolar no Cacém.

Educação[editar | editar código-fonte]

  • Escola Secundária Gama Barros
  • Agrupamento de Escolas Ribeiro de Carvalho (Agrupamento Dona Maria II)
  • Agrupamento de Escolas António Sérgio (Agualva)
  • Escola Secundária Ferreira Dias (Agualva)
  • Escola Secundaria Matias Aires (Agualva)
  • Escola Secundária D. Domingos Jardo (Mira Sintra)

Equipamentos Públicos[editar | editar código-fonte]

Loja do cidadão e mercado de Cacem
  • Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Olival(CS Agualva-Cacém)
  • Mercado do Cacém
  • Auditório municipal António Silva
  • Repartição das Finanças - Sintra 3
  • Estação dos Correios do Cacém
  • Parque Urbano de Agualva Cacém (Parque Linear da Ribeira das Jardas)
  • Gabinete de Apoio ao Munícipe - Delegação Municipal do Cacém
Cacém - Complexo desportivo do Atlético Clube do Cacém (Agosto de 2006).

Desporto[editar | editar código-fonte]

  • Atlético Clube do Cacém - fundado em 28 de Julho de 1941; Instituição de Utilidade Pública; na época de 2007-2008 participou na 3.ª Divisão Nacional.[2]

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cacém

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Freguesias, integrado no Projecto Grande Lisboa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.