Caixa de Água da Rua Nova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caixa de água renascentista (Vista da esquerda) - Aquetuto da Água da Prata.jpg

A Caixa de Água da Rua Nova é um monumento de Évora, localizado na freguesia de Sé e São Pedro.[1][2]

Características[editar | editar código-fonte]

Obra arquitectónica e escultórica, construída por meados do século XVI, é uma parte do Aqueduto da Água de Prata, que atravessa a cidade.[1][2]

Um monumento de linhas bastante simples, que comprova a sua função mais utilitária, ao invés de uma função mais estética. As suas colunas, em estilo toscano, possuem capitéis bastante simples e pouco ornamentados.[1][2]

A Caixa de Água da Rua Nova é parte integrante do Centro Histórico de Évora, classificado pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.[3]

Projeto[editar | editar código-fonte]

A obra foi projetada pelo arquitecto maneirista Miguel de Arruda.[1]

Classificação[editar | editar código-fonte]

A Caixa de Água foi classificada como edifício de valor artístico, arqueológico e histórico pelo Decreto n.º 8252, de 10 de julho de 1922[4], confirmado pelos artigos 115.º e 119.º do Decreto n.º 11445, de 13 de fevereiro de 1926[5], que aprovou o Regulamento da Lei n.º 1700, de 18 de dezembro de 1924.[6]

Referências

  1. a b c d Caixa de Água da Rua Nova.
  2. a b c Aqueduto da Água de Prata na página do Município de Évora.
  3. Classificação pela UNESCO.
  4. Decreto n.º 8252, de 10 de julho de 1922.
  5. Decreto n.º 11445, de 13 de fevereiro de 1926.
  6. Lei n.º 1700, de 18 de dezembro de 1924.
Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.