Carmelita (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicione esta.
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:

"Carmelita" é uma canção de rock escrita por Warren Zevon. A música é aparentemente sobre um escritor viciado em heroína apaixonado por uma garota mexicana, mas, como em muitas outras músicas de Warren Zevon, é mais correto dizer que é sobre Los Angeles do que sobre uma personagem em questão.

A música apareceu pela primeira vez no álbum homônimo de estreia de Zevon, lançado em 1976.

Linda Ronstadt gravou uma versão ligeiramente alterada da música em seu álbum de 1977, Simple Dreams. A versão de Rondstadt inclui uma letra alterada que Ronstadt alterou para "Smith & Wesson" ao contrário da composição de Zevon que diz "Smith Corona", assim mudando nosso herói de escritor para um fora-da-lei. Em uma versão relançada em Preludes - Rare and Unreleased Recordings, Zevon cantou da mesma forma de Ronstadt.

Outra versão cover dessa música foi relançada em 1992 por Flaco Jimenez e o vocalista country Dwight Yoakam no álbum "Partners".

G.G. Allin também fez um cover dessa música. Ele mudou de um típico gênero punk para uma gravação mais serena, tranquila. O som pode ser encontrado no seu álbum intitulado Carnival of Excess - Limited Edition e numa versão acústica do documentário Hated de Todd Phillips, lançado em 1994. No filme, G.G. Allin pode ser visto tocando a música em um violão. Ele mantêm a letra na versão de Rondstat e muda um verso de "playing solitaire with my pearl handled deck" para algo como "playing Russian Roulette with my pearl-handled gun".

Willy DeVille também fez um cover dessa música em seu álbum de 2002, Acoustic Trio Live in Berlin.

Counting Crows também fizeram uma versão cover como parte de um tributo à Warren Zevon feito em 1999.

A música "Carmelita" foi tocada também por The Wildhearts no seu álbum "Stop Me if You've Heard This Before".