Cascatinha (Petrópolis)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde setembro de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Cascatinha é um dos cinco distritos de Petrópolis, município do estado do Rio de Janeiro.[1]

Tinha 56.937 habitantes em 1991. Em 2010 já eram mais de 67 mil moradores (22% da cidade de Petrópolis) distribuídos por 274 km2, o que o torna o segundo distrito mais populoso (atrás apenas da sede municipal).[2]

História[editar | editar código-fonte]

O vilarejo nasceu às margens da estrada que ligava o Rio de Janeiro a Minas Gerais (o "Caminho Novo"). Seu núcleo foi a antiga fazenda Itamarati, estabelecida já no início do século XVIII. Quando o imperador Pedro II decretou a construção de Petrópolis, o então povoado de Cascatinha já existia havia mais de um século.

A Companhia Petropolitana de Tecidos, instituída por decreto imperial de 17 de setembro de 1873, atraiu várias famílias de imigrantes italianos. Segundo arquivos de 1906, a fábrica tinha, nessa época, cerca de 1100 operários, quase todos de origem italiana.

A construção da fábrica, ao longo dos anos, sofreu inúmeras modificações, não restando muito o que ver, salvo algumas partes do trabalho de cantaria do alicerce à margem do Rio Piabanha.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. UNESP
  2. «UPA de Cascatinha vai abrir as portas». Jornal O GLOBO. 26 de setembro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Rio de Janeiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.