Char Dham

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Os quatro locais do Char Dham
Templo de Badrinath.
Templo de Dwarakadhish (Dwarka).
Templo de Yáganath Puri (Puri).

Char Dham, literalmente "as quatro moradas", é um conjunto de quatro locais de peregrinação do vixnuísmo (ramo do hinduísmo) que são as quatro moradas de deuses. Situam-se em quatro limites da Índia:: Puri, a leste; Rameshwaram, a sul; Dwarka, a oeste, e Badrinath, a norte. Foram eleitas pelo escritor Adi Shankara (785-820) como o arquétipo de todas as peregrinações, seguindo um circuito que percorre os quatro pontos cardeais do subcontinente indiano.[1] Os hindus consideram que devem visitar cada um dos quatro char dhams pelo menos uma vez durante a vida.

A viagem proposta por Shankara consiste em visitar três lugares consagrados a Vixnu ou Krishna e um consagrado a Xiva.

Os centros de peregrinação[editar | editar código-fonte]

Badrinath[editar | editar código-fonte]

Situado no estado de Uttarakhand, no norte da Índia, é o mais importante dos quatro sítios do Char Dham. Fica nas margens do rio Alaknanda, entre as cordilheiras de Nar e de Narayana e o pico Nilkantha, de 6596 m. Devido ao rigoroso inverno, o centro de peregrinação está aberto apenas de abril a outubro, ao contrário dos restantes três, abertos todo o ano.

Badari refere-se a uma baga que cresce em abundância nos arredores, e nath a Vixnu. A lenda diz que Shankara descobriu uma imagen de Badrinarayan (uma forma de Vixnu) numa pedra negra de shalagram shilá e colocou-a numa gruta até que o rei de Garhwal a mudou de local no século XVI.

Dwarka[editar | editar código-fonte]

Fica no lugar mais ocidental da Índia, em Gujarate. O seu nome provém da palavra dwara, que significa "porta" em sânscrito. Está perto da foz do rio Gomti no golfo de Kutch. A lenda diz que aqui viveu Krishna e que a cidade original está submersa no mar.

Puri[editar | editar código-fonte]

Puri fica no leste da Índia, no estado de Orissa, na costa do golfo de Bengala. Neste santuário venera-se o deus Krishna na forma de Yaganatha, juntamente com o seu irmão Balabhadra (Balarama) e a sua irmã Subhadra.

Puri é a cidade do matha Govardhana (um matha é um santuário de normas muito rígidas), umo dos quatro mathas cardeais estabelecidos por Shankara. O templo principal tem 900 anos.

Rameshwaram[editar | editar código-fonte]

Fica no extremo sul da Índia, no estado de Tamil Nadu, na ilha Pamban, uma ilha no golfo de Mannar. A lenda diz que aqui o rei-deus Rama construiu a ponte de Adão (de 30 km) para alcançar a ilha do Sri Lanka. Aqui se encontra o templo de Ramanatha Swami (o deus Xiva, senhor de Rama), que é também um dos doze yiotir-lingas dedicados ao deus Xiva.

External links[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gwynne, Paul (2009), World Religions in Practice: A Comparative Introduction, ISBN 978-1-4051-6702-4, Oxford: Blackwell Publication