Cinzas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outras acepções, veja Cinza (desambiguação).
Cinzas.

Em química analítica, as cinzas são o resultado final da combustão da maioria dos materiais inflamáveis.[1] Consiste em resíduos não-aquosos que permanecem após a amostra ser queimada, constituídos, principalmente, por metais óxidos.

A cinza é um dos componentes na análise de materiais biológicos, que consiste principalmente de sais inorgânicos constituintes. Ela inclui sais de metais que são importantes para os processos que requerem íons, tais como Na + (sódio), K + (potássio) e Ca2+ (cálcio). Também inclui resíduos minerais provenientes do material (biomassa) original queimado ou incinerado.

Características[editar | editar código-fonte]

As cinzas podem incluir tipicamente:

Tipos[editar | editar código-fonte]

As cinzas podem ser:

Referências

  1. Carrera, Vicenç Joaquín Bastús i (1828). Diccionario histórico enciclopédico. [S.l.: s.n.] ISBN 9781173586164 
  2. Camara, Luiza. «ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS E SUAS APLICAÇÕES NA ENGENHARIA GEOTÉCNICA» (PDF). PUC Rio. p. 4. Consultado em 17 de abril de 2017 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.