Cinzas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outras acepções, veja Cinza (desambiguação).
Cinzas.

As cinzas são o resultado final da combustão da maioria dos materiais inflamáveis.[1]

Em química analítica , a cinza é o nome dado a todos os resíduos não - aquosos que permanecem após a amostra ser queimada , que consiste principalmente em metais óxidos.

A cinza é um dos componentes na análise de materiais biológicos, que consiste principalmente de sais inorgânicos constituintes. Ela inclui sais de metais que são importantes para os processos que requerem íons , tais como Na + (sódio), K + (potássio), e Ca2+ (cálcio). Também inclui resíduos minerais provenientes do material (biomassa) original queimado ou incinerado.

Características[editar | editar código-fonte]

As cinzas podem incluir tipicamente:

  • Óxidos: por exemplo, Al 2 O 3, CaO, Fe 2 O 3, MgO, MnO, P 2 O 5, K2O, SiO2
  • Carbonatos: Na 2 CO 3 ( carbonato de sódio ), K 2 CO 3 ( potassa )
  • Bicarbonatos: por exemplo, NaHCO3 ( bicarbonato de sódio )
  • Sulfatos: Cinza sulfato de acordo com Ph. Eur.

Tipos[editar | editar código-fonte]

As cinzas podem ser:

Referências

  1. Carrera, Vicenç Joaquín Bastús i (1828). Diccionario histórico enciclopédico. [S.l.: s.n.] ISBN 9781173586164 
  2. Camara, Luiza. «ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS E SUAS APLICAÇÕES NA ENGENHARIA GEOTÉCNICA» (PDF). PUC Rio. p. 4. Consultado em 17 de abril de 2017 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.