Cio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura a cidade grega, veja Cio (cidade).

Cio é o estado de receptividade sexual extrema por que passam as fêmeas de muitos mamíferos (excepto no ser humano, em alguns primatas e nos morcegos, por exemplo). O período do cio pode variar de 7 a 15 dias, mas em alguns casos pode durar um pouco mais ou um pouco menos. A frequência no qual isso acontece varia de cada espécie. No caso do macho a actividade sexual pode decorrer a qualquer altura do ciclo enquanto que nas fêmeas que experimentam este estado estão activas apenas nesta altura. Outra diferença está no destino do endométrio após uma ovulação não levada ao termo, ou seja, prenhez. Nas espécies com cio, o endométrio é reabsorvido, enquanto que nas outras espécies, o endométrio é, parcialmente, perdido. O sangramento que surge na região genital é causado pela ação de hormônios liberados durante o cio que acentuam o fluxo sanguíneo local. Isto pode provocar edemas e até romper pequenos vasos sanguíneos locais.

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.