Claire Messud

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Claire Messud
Nascimento 1966 (51 anos)
Nacionalidade Norte-americana
Cônjuge James Wood
Ocupação Escritora
Principais trabalhos Os filhos do imperador

Claire Messud (1966) é uma escritora norte-americana.

Nascida nos Estados Unidos da América, filha de mãe canadiana e pai argelino, Messud cresceu na Austrália e no Canadá, apenas regressando aos Estados Unidos já como adolescente. Estudou na Academia Milton, na Universidade de Yale e depois na Universidade de Cambridge, onde conheceu o seu futuro marido, o crítico literário britânico James Wood. Messud vive em Somerville, no Massachusetts e é mãe de dois filhos.

O seu primeiro romance When The World Was Steady (1995), foi nomeado para o prémio PEN/Faulkner para ficção. Em 1999 publicou o seu segundo livro, The Last Life, relatando três gerações da vida de uma família franco-argelina. Em 2006 o seu romance The Emperor’s Children foi nomeado para a lista longa do prémio Man Booker Prize. A Academia Americana de Artes e Letras atribui-lhe os prémios Addison Metcalf Award e Strauss Living Award em reconhecimento do seu talento.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • The Burning Girl (2017)
  • The Woman Upstairs (2013)
  • Os filhos do imperador - no original The Emperor's Children (2006)
  • The Hunters (2001)
  • The Last Life (1999)
  • When The World Was Steady (1995)

Referências[editar | editar código-fonte]