Conde da Ponte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Conde da Ponte foi um título criado por carta de 16 de Maio de 1661, do rei D. Afonso VI de Portugal, a favor de Francisco de Melo e Torres, o 1.º Marquês de Sande.

Usaram o título
  1. Francisco de Melo e Torres, 1.º Conde da Ponte, 1.º marquês de Sande;
  2. Garcia de Melo e Torres, 2.º Conde da Ponte;
  3. António José de Melo e Torres, 3.º Conde da Ponte;
  4. Luís de Saldanha da Gama de Melo e Torres, 4.º Conde da Ponte;
  5. Leonor Josefa Francisca Antónia de Saldanha, 5.ª Condessa da Ponte;
  6. João de Saldanha da Gama de Melo e Torres Guedes de Brito, 6.º Conde da Ponte (irmão do 1.º Conde de Porto Santo);
  7. Manuel de Saldanha da Gama e Torres Guedes de Brito, 7.º Conde da Ponte;
  8. João de Saldanha da Gama, 8.º Conde da Ponte;
  9. Manuel de Saldanha da Gama Ferrão de Castelo-Branco, 9.º Conde da Ponte.

Após a implementação da República e o fim do sistema nobiliárquico, tornou-se pretendente ao título Álvaro Ferrão de Castelo-Branco.