Conde de Burlington

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O título Conde de Burlington foi criado duas vezes, primeiro no Pariato da Inglaterra e depois no Pariato do Reino Unido. A primeira criação foi para Richard Boyle, 2.º Conde de Cork, em 20 de Maio de 1664. Ele tinha sido anteriormente titulado Barão Clifford de Lanesborough (4 de novembro de 1644), também no Pariato da Inglaterra. A segunda criação foi para Lord George Augustus Henry Cavendish (com o título subsidiário Barão Cavendish de Keighley), em 10 de Setembro de 1831.

Barões Clifford de Lanesborough (1644)[editar | editar código-fonte]

Condes de Burlington (e Cork) (1664)[editar | editar código-fonte]

O terceiro conde teve apenas duas filhas, fazendo com que a primeira criação do Condado de Burlington e da Baronia de Clifford de Lanesborough fossem extintas em 1753 (o Condado de Cork, contudo, passou para John Boyle, 5.º Conde de Orrery e para seus descendentes). Entretanto, sua segunda filha, Lady Charlotte Elizabeth Boyle, desposou William Cavendish, 4.º Duque de Devonshire. O condado foi criado novamente para o filho deles, Lord George Augustus Henry Cavendish.

Condes de Burlington, segunda criação (1831)[editar | editar código-fonte]

Veja Duque de Devonshire para mais Condes de Burlington.

O segundo conde era neto do primeiro e primo e herdeiro presuntivo do 6.º Duque de Devonshire, cujo título ele sucedeu em 1858. "Conde de Burlington", desde então, tornou-se um título de cortesia para o filho mais velho do filho mais velho (Marquês de Hartington) do Duque de Devonshire.

Ver também[editar | editar código-fonte]