Condensador de superfície

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Condensador de Superfície para um sistema de condensação de turbina a vapor

Condensador de superfície é um termo comummente usado para trocadores de calor refrigerados a água instalados na exaustão de vapor de uma turbina a vapor em usinas termoelétricas.[1][2][3] Estes condensadores são trocadores de calor os quais convertem vapor de seu estado gasoso ao líquido em uma pressão abaixo pressão atmosférica. Onde água refrigerante é pouco abundante, condensadores a ar são frequentemente usados. Um condensador a ar é entretanto significativamente mais custoso e não pode alcançar valores tão baixos numa pressão de vapor de escape da turbina como um condensador de superfície.

Condensadores de superfície são também usados em outras aplicações e indústrias além da condensação de exaustão de turbinas a vapor em termoelétricas, por exemplo, em vapores produzidos por processos químicos altamente exotérmicos.

Sistema de condensação de turbina a vapor[editar | editar código-fonte]

O sistema de condensador de turbina a vapor é composto por um condensador de superfície, um sistema de vácuo, bombas de condensado, instrumentação, válvulas de controle e tubulação de condução.

Este tipo de arranjo torna possível uma condensação á vácuo na descarga da turbina, isto é primordial para garantir um bom diferencial de temperatura entre o bocal da turbina de entrada de vapor e as temperaturas do bocal da turbina de descarga de vapor. Quanto maior é esta temperatura diferencial maior trabalho estará disponível na turbina, gerando assim mais energia.[4]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Robert Thurston Kent (Editor in Chief) (1936). Kents’ Mechanical Engineers’ Handbook (Eleventh edition (Two volumes) ed.). John Wiley & Sons (Wiley Engineering Handbook Series).
  2. Babcock & Wilcox Co. (2005). Steam: Its Generation and Use (41st edition ed.). ISBN 0-9634570-0-4.
  3. Thomas C. Elliott, Kao Chen, Robert Swanekamp (coauthors) (1997). Standard Handbook of Powerplant Engineering (2nd edition ed.). McGraw-Hill Professional. ISBN 0-07-019435-1.
  4. www.vmf.ind.br. «VMF Tecnologia em Equipamentos Industriais». vmf.ind.br. Consultado em 21 de março de 2017