Usina termoelétrica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Usina termoelétrica ou termelétrica (português brasileiro) ou central termoelétrica (português europeu) é uma instalação industrial usada para geração de energia elétrica a partir da energia liberada por qualquer produto que possa gerar calor, como bagaço de diversos tipos de plantas, restos de madeira, óleo combustível, óleo diesel, gás natural, urânio enriquecido e carvão mineral.[1]

Assim como na energia hidrelétrica, em que um gerador, impulsionado pela água, gira, transformando a energia potencial em energia elétrica,[2] nas termelétricas a fonte de calor aquece uma caldeira com água, gerando vapor d'água em alta pressão, e o vapor move as pás da turbina do gerador.[1]

Brasil[editar | editar código-fonte]

A primeira usina termelétrica do Brasil foi inaugurada em 1883, em Campos dos Goytacazes, com a potência de 52 kW.[3] A maior usina termelétrica a carvão mineral do Brasil é o Complexo Termoelétrico Jorge Lacerda em Santa Catarina. Uma das maiores usinas termelétricas a gás natural do país é o Complexo Termelétrico Parnaíba, no Maranhão, com 1,4 GW de capacidade instalada.[4]. A maior usina termelétrica do Brasil e também da América Latina[5] em potência instalada está localizada em Barra dos Coqueiros e leva o nome Porto de Sergipe I, ela opera com 3 turbinas a gás e 1 turbina a vapor e possui uma capacidade instalada de 1551 MW de potência, ela entrou em operação em março de 2020.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Eletricidade é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.