Congestionamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Congestionamento (trânsito))
Ir para: navegação, pesquisa
Engarrafamento na Marginal Pinheiros, São Paulo. Segundo a Time Magazine, São Paulo tem os piores engarrafamentos do mundo.[1]

Congestionamento ou engarrafamento refere-se a uma condição em que os automóveis e outros veículo guiam a baixas velocidades com paradas frequentes ou ficam parados em fila, durante quilómetros em estradas, pistas, ruas ou avenidas, assim diminuindo o fluxo de movimento. Este fenómeno do tráfego geralmente acontece no horário de ponta devido ao número de veículos exceder a capacidade da via: trata-se de um grave problema urbano,proporcionando perdas de tempo e consumo desnecessário de combustível. O fenómeno também é comum em feriados e pode ser causado por acidentes ou veículos avariados na via. Contribui para o elevado nível de stress dos habitantes de grandes cidades.

Brasil[editar | editar código-fonte]

Engarrafamento no Vale do Anhangabaú, em São Paulo, Brasil.

Segundo a Time Magazine, a cidade de São Paulo tem os piores engarrafamentos do mundo.[1] O recorde histórico jamais registrado pela Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET) aconteceu em 23 de maio de 2014, com filas que alcançaram 344 km durante a hora de ponta da noite. O recorde prévio aconteceu em 14 de novembro de 2013, com filas de 309 km.[2] O recorde em 2012 aconteceu em 1 de junho, quando as filas na cidade alcançaram 295 km durante a hora de ponta da noite.[3] Porém, segundo dados da empresa MapLink, que rastreia cerca de 800.000 veículos com GPS instalados a bordo, as filas atingiram 562 km no mesmo período reportado pela CET.[3] Em São Paulo os motoristas são informados da lentidão prevalecente na hora de ponta através de painéis de mensagem variável.

Também em São Paulo, há uma rádio privada dedicada a informar as condições de trânsito online através de repórteres que circulam em todas as partes da cidade e também com a contribuição de ouvintes que estão no trânsito, através de mensagens SMS, telefonemas ou e-mail.

China[editar | editar código-fonte]

Tráfego intenso na hora de ponta na avenida Chang em Beijing.

Em agosto de 2010 começou o que é considerado o pior engarrafamento de tráfego jamais registrado do mundo na estrada nacional 110 na provincia Hebei, na República Popular da China. O engarrafamento estendeu-se por mais de 100 km no período de 14 a 26 de agosto, incluindo 11 dias de paralisia total ("gridlock").[4][5][6] O evento foi causado pela combinação de obras na estrada e a presença de vários milhares de caminhões que todo dia transportam carvão desde as jazidas na Mongolia para Beijing. O New York Times chamou este evento como o "Grande Travamento de Tráfego Chinês de 2010."[6][7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Andrew Downie (21 de abril de 2008). «The World's Worst Traffic Jams» (em inglês). Times Magazine. Consultado em 20 de junho de 2008 
  2. EFE (23 de maio de 2014). «São Paulo sofre engarrafamento recorde de 344 quilômetros». UOL Economia. Consultado em 25 de maio de 2014 
  3. a b Folha de S. Paulo (1 de junho de 2012). «São Paulo bate recorde e registra a maior lentidão da história». Folha de S. Paulo. Consultado em 23 de junho de 2012 
  4. Leo Hickman (23 de agosto de 2010). «Welcome to the world's worst traffic jam» (em English). The Guardian. Consultado em 20 de setembro de 2010 
  5. «The great crawl of China» (em English). The Economist. 26 de agosto de 2010. Consultado em 20 de setembro de 2010 
  6. a b Michael Wines (27 de agosto de 2010). «China's Growth Leads to Problems Down the Road» (em English). New York Times. Consultado em 20 de setembro de 2010 
  7. Jonathan Watts (24 de agosto de 2010). «Gridlock is a way of life for Chinese» (em English). The Guardian. Consultado em 20 de setembro de 2010 

Galeria[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre transportes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.