Controle de reação cinético e termodinâmico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Controle de reação termodinâmico ou controle de reação cinético em uma reação química pode decidir a composição em uma mistura de produtos de reação quando vias concorrentes levam a diferentes produtos e as condições de reação influenciam a seletividade ou estereosseletividade. A distinção é relevante quando o produto A forma-se mais rápido que o produto B devido a energia de ativação para o produto A é mais lenta que aquela para o produto B, yet produto B é mais estável. Em tal caso A é o produto cinético que é favorecido sob controle cinético e B é o produto termodinâmico e é favorecido sob controle termodinâmico.[1][2][3]

As condições da reação, tais como temperatura, pressão, ou solvente, afetam qual via de reação pode ser favorecida: quer seja a cineticamente controlada ou aquela termodinamicamente controlada. Note-se que isto é verdade somente se a energia de ativação das duas vias diferem, com uma via tendo uma Ea (energia de ativação) mais baixa que a outra.

A prevalência do controle termodinâmico ou cinético determina a composição final do produto quando essas vias de reação concorrentes levam a diferentes produtos. As condições da reação como mencionado acima influenciam a seletividade da reação - i.e., qual via é tomada.

Referências

  1. Organic Chemistry, 3rd ed., M. A. Fox & J. K. Whitesell, Jones & Bartlett, 2004 ISBN 0-7637-2197-2
  2. A Guidebook to Mechanism in Organic Chemistry, 6th Edition, Peter Sykes, Pearson Prentice Hall, 1986. ISBN 0-582-44695-3
  3. Introduction to Organic Chemistry I, Seth Robert Elsheimer, Blackwell Publishing, 2000 ISBN 0-632-04417-9