Convento dos Agostinhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Convento dos Agostinhos localiza-se na cidade e concelho de Portalegre, no distrito de mesmo nome, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Pertencia à Ordem dos Agostinianos Descalços, fundada em 1683. Os frades estiveram na Rua da Sé, e depois passaram, por algum tempo, para a Senhora da Penha.

Extintas as Ordens Religiosas, as imagens de Santo Agostinho e Santa Mónica foram para a Igreja do Espírito Santo; a Senhora da Sé, Santa Rita e Jesus Maria e José, para a de São Lourenço.

A Igreja serviu de escola normal de meninas, e em baixo de armazém. O convento era pertença da câmara municipal e nele esteve a Administração do Concelho e a Casa das Audiências. Quando se abriu a Rua Nova do Visconde de Castelo Branco, ali se achou uma pedra com a fundação dos Agostinhos e moedas de ouro e prata.

Ali se acomodou a Conservatória, a Estação Telefónica, a Cadeia e algumas companhias do Regimento de Infantaria 22, entao colocado em Portalegre. Presentemente é quartel da GNR.

Características[editar | editar código-fonte]

A igreja tinha três altares todos de mármore, bem como o trono.

Representações na cultura[editar | editar código-fonte]

A este convento está ligada a seguinte cantiga:

Adeus ó Quinta das Freiras
Palácio dos Agostinhos
Quem me dera ter maneiras
P'ra lograr os teus carinhos
Já cantam os passarinhos
Lá pró lado da Lixoza
Quem não ama os teus carinhos
Nada neste mundo goza
És a folha de uma rosa
Fechadinha em botão
És bonita e grandiosa
Muito da minha afeição

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.