Cromossomos homólogos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Novembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Cromossomos homólogos (português brasileiro) ou cromossomas homólogos (português europeu) são cromossomos iguais entre si (do grego homologos = igual, semelhante) que juntos formam um par. Os cromossomos nesse par são também designado por bivalentes. Esses pares só existem nas células somáticas das espécies diploides. São cromossomos de origem paterna e materna que apresentam genes para as mesmas características. Esses genes têm localização idêntica nos dois cromossomos (genes alelos). Na célula-ovo ou zigoto, um cromossomo vem do espermatozoide e o outro vem do óvulo.

Para reconhecer os cromossomos homólogos, utilizam-se critérios como tamanho, posição do centrômero e localização das "estrias", ou bandas, que são as linhas mais claras.

Durante a divisão celular meiótica, eles se alinham e, nessa altura, pode ocorrer a recombinação que é a permuta de genes entre esses dois cromossomos. A recombinação é a responsável pela geração da maior parte da biodiversidade em todo o planeta. O conjunto de informações sobre as características dos cromossomos de uma espécie recebe o nome de cariótipo.

Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.