Croton urucurana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaCroton urucurana
Croton urucurana (2).jpg
Classificação científica

O Sangra D'água (Croton urucurana Baillon) é uma espécie de árvore da família das euforbiáceas.[1]

Folhas
Detalhe
Croton urucurana

Descrição[editar | editar código-fonte]

É uma árvore nativa sudamericano de porte pequeno a médio, tronco de corteza fina cor castaño grisáceo que ao ser ferida exuda um látex cor rojizo. Foliagem verde claro de folhas simples de forma acorazonada, alternadas e de bordas lisas que chegam a superar os 10 cm de longo. As flores são blanquecinas, em espiga.

A espécie prefere solos húmidos, é frequente encontrá-la em inmediaciones de cursos de água.

Conhece-lho vulgarmente como Sangra D'água, sangue de dragão; urucurá / uruku-ra; copaiba; ivirá caá-verá; jawaniney; huachipaeri (Peru); balsa macho; pau de drago; huambo; tampa vermelha; telandilla; zangrado.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

Da casca é extraído um látex de cor vermelha, parecido com o sangue. Daí o nome sangra d'água "sanguis draconis" no Velho Mundo. Posteriormente determinou-se que ditas espécies pertenciam ao género Croton.[2]

Usos[editar | editar código-fonte]

O látex que sua tem aplicativos na medicina popular para o tratamento das feridas e úlceras cutáneas. O Sangra D'água é uma medicina muito popularizada em Peru, Equador e Colômbia que se pode encontrar em mercados, feiras artesanais e comércios naturistas.

Morfología[editar | editar código-fonte]

O género Croton está conformado por arbustos ou árvores pequenas e médios de até 25 m; monoicos; com savia de cor amarela-rojizo; folhas inteiras, dentadas, raramente lobuladas; inflorescência em racimos ou espigas axilares ou terminais; fruto esquizocárpico; sementes lisas ou com uma pequena carúncula notória. É um género cosmopolita; em América Tropical e Subtropical identificaram-se umas 400 espécies, várias das quais são venenosas e outras têm aplicativo médico.

Habitat e cultivo[editar | editar código-fonte]

Na Região Amazónica, especialmente em Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e também em Argentina, se conhecem com o nome de "Sangra D'água" a umas poucas espécies de Croton produtoras de uma resina de cor sangue na que se identificaram várias propriedades medicinales. Em Colômbia obtém-se a resina especialmente de C. funckeanus, que é uma árvore pequena de 3 a 5 m de altura; no Equador de C. lechleri, que é uma árvore de até 25 m de alto com um tronco de 40 a 50 cm de diâmetro conhecido entre os quichuas como "lan huiqui" e entre os cofanes como "masujin". No Peru reportaram-se cinco espécies de Croton designadas popularmente como "Sangra D'água", das quais dois têm recebido especial atenção por parte dos pesquisadores: C. palanostigma Klotsch e C. lechleri Muell. Arg. Em Bolívia C. draconoides Muell. Arg., conhecida como "Sangra D'água" em Pando e Beni, é uma árvore pequena com savia amarelo-rojiza usada como cicatrizante e para a dor de estômago e hígado (García Barriga, 1992,II: 91-93; Neill, 1988; Pérez et a o., 1988; Killeen et a o., 1993: 297-299).

É muito comum no vale aluvial do grande Rio Paraná. Em algumas cidades localizadas em ilhas e arroios do Paraná Médio, como a subtropical Santa Fé, lho vê em parques e jardins por seu foliagem.[carece de fontes?]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Croton urucurana foi descrita por Henri Ernest Baillon e publicado em Adansonia 4: 335. 1864.[3]

Etimología

Ver: Croton

urucurana: epíteto

Sinonimia
  • Croton dracona Larrañaga
  • Croton paulinianus Müll.Arg.
  • Croton succiruber Parodi
  • Croton urucurana var. albidus Müll.Arg.
  • Croton urucurana var. draconoideus Müll.Arg.
  • Oxydectes pauliniana (Müll.Arg.) Kuntze
  • Oxydectes urucurana (Baill.) Kuntze[4][5]

Referências

  1. Mata, Sitio da. «Sangra D'água (Croton Urucurana)». Sitio da Mata | Bambu Direto do Produtor. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 
  2. «Sangra d'agua Croton urucurana». www.arvores.brasil.nom.br. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 
  3. «Croton urucurana». Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. Consultado em 22 de março de 2014 
  4. Croton urucurana en PlantList
  5. «Croton urucurana en». World Checklist of Selected Plant Families. Consultado em 22 de março de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]