Cueca chilota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cueca chilota
Origens estilísticas dança mestiça: derivada do zamacueca (Peru)[1]
Contexto cultural final do século XVIII
Instrumentos típicos guitarra, tormento, acordeão, pandeiro, bumbo e rabeca[2]
Popularidade em vigor

Cueca chilota é uma das variantes regionais do dança chilena homônima,[3][n 1] onde um casal —um homem e uma mulher— segue um padrão misto sem tocar-se nem olhar-se,[5] ainda que também pode se adaptar para trio;[6] este tipo de cueca «é muito saltada e zapateada para entrar em calor, e a mulher procura ao homem, que é mais indiferente que no centro de Chile»,[7] e em algumas áreas do Arquipélago de Chiloé tem uma forte conotação religiosa.[5][8]

Notas

  1. A cueca é oficialmente a dança nacional do Chile desde o 6 de novembro de 1979.[4]

Referências

  1. Claro Valdés, Samuel; Peña Fuenzalida, Carmen (1994). Chilena, o, cueca tradicional: de acuerdo con las enseñanzas de Don Fernando González Marabolí (PDF) (em espanhol). Santiago de Chile: Universidad Católica de Chile. 543 páginas. Consultado em 27 de Março de 2014 
  2. Rodriguez, Eugenia; Kaliski, Enrique (1987). Metodo de Guitarra Chilena (em espanhol). Santiago de Chile: Editorial Universitaria. 130 páginas. ISBN 978-95-6111-740-2 
  3. Echaiz, René León (1974). Diversiones y juegos populares chilenos (em espanhol). [S.l.]: Editora Nacional Gabriela Mistral. 92 páginas 
  4. Ministerio Secretaría General de Gobierno. «Decreto 23: "Declara a la cueca danza nacional de Chile"» (em espanhol). Consultado em 27 de Março de 2014 
  5. a b Fedele, Anna; Llera Blanes, Ruy (2011). Encounters of Body and Soul in Contemporary Religious Practices: Anthropological Reflections (em inglês). [S.l.]: Berghahn Books. 212 páginas. ISBN 978-08-5745-207-8 
  6. Matthey Correa, Gabriel (2000). «Reseñas de Fonogramas. La cueca bien temperada: música desde la guitarra chilena». Revista musical chilena. 54 (193): 114-116. ISSN 0716-2790. doi:10.4067/S0716-27902000019300009. Consultado em 27 de Março de 2014 
  7. Yévenez Sanhueza, Enrique (1980). Chile, proyección folklórica: Compilación de antecedentes del folklore chileno (em espanhol). [S.l.: s.n.] 123 páginas 
  8. Cárdenas Tabies, Antonio (1978). Usos y costumbres de Chiloé (em espanhol). [S.l.]: Editorial Nascimento. 222 páginas