Dag, o Sábio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Dagero, o Sábio)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Dag, o Sábio
Rei lendário dos Suíones
Dag ao ser morto por um golpe de forquilha
Antecessor(a) Dyggve
Sucessor(a) Agne
Casa Casa dos Inglingos
Nascimento século III
Morte século III

Dag, o Sábio ou Dagero, o Sábio (em nórdico antigo: Dagr Spaka; em latim: Dagerus) teria sido um rei lendário dos suíones por volta do século III. Está mencionado na Lista dos Inglingos do poeta norueguês Tiodolfo de Hvinir do século IX, na Saga dos Inglingos do historiador islandês Snorri Sturluson do século XIII, e na História da Noruega de anónimo do século XII. Pertenceu à Casa dos Inglingos, sendo filho do rei Dyggve, e pai do rei Agne. Morreu ao ser atingido por uma forquilha lançada por um escravo.

A Saga dos Inglingos conta: Dag compreendia a fala dos pássaros. Ele tinha um pardal que voava por toda a parte e lhe vinha contar o que se passava. Um dia, esse pardal foi morto por uma pedra atirada por um camponês da Reidgotlândia. Dag sacrificou um porco, e ficou a saber o que tinha acontecido ao seu pardal. Furioso, atacou a Reidgotlândia, tendo feito muitos escravos. No regresso a casa, foi morto por um escravo que o atingiu com uma forquilha na cabeça. Foi sucedido pelo seu filho Agne.[1][2]

O nome do rei[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Snorri Sturluson. «Ynglinga saga (Saga dos Inglingos) - 21. Frá Dag spaka.» (em Nórdico antigo). Heimskringla. Consultado em 1 de fevereiro de 2017 
  2. Lagerqvist, Lars; Nils Åberg (2004). «Saga och sägen om våra förhistoriska kungar (Lendas e tradições dos nossos reis pré-históricos)». Litet lexikon över Sveriges regenter (Pequeno léxico dos regentes da Suécia) (em sueco). Boda kyrkby: Vincent. p. 7. 63 páginas. ISBN 91-87064-43-X 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Dyggve
Rei da Suécia
século III
Sucedido por
Agne