Decídua (animal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A decídua (do latim deciduus, que significa "queda" ou "derrame") é um anexo embrionário encontrado somente nos mamíferos placentários. Consiste em uma membrana delgada que, juntamente com o córion liso e o âmnio, delimita a bolsa amniótica.

Na mulher, a decídua é a parte da mucosa uterina onde a placenta está implantada e que se hipertrofia durante a gestação e que é expulsa durante e após o parto.

A decídua é formada a partir da camada do endométrio que recobre o ovo, após ocorrer a nidação. Sua função é conferir proteção ao embrião.

Após o parto, a puerpera continua com perdas sanguíneas, denominadas de lóquios, nas quais contínua a eliminar a restante decídua já necrosada. Para além dos restos da decídua, os lóquios são compostos por muco, leucócitos e sangue proveniente do local da placenta.

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.