Descobrimentos espanhóis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Série
História de Espanha
Espanha na Pré-História
Espanha pré-romana
Hispânia
Visigodos e Suevos
Domínio árabe e a Reconquista
A Reconquista e o Reino das Astúrias
Reinos de Leão, Castela, Aragão e Navarra
Dinastia de Borgonha
Dinastia de Trastâmara
Reis Católicos
Descobrimentos
Guerra da Sucessão Espanhola
Guerra Peninsular
Governo de Fernando VII
Guerras Carlistas
Revolução de 1868 e Sexênio Revolucionário
Dinastia de Saboia
Primeira República
Restauração Bourbon
Ditadura de Primo de Rivera
Segunda República Espanhola
Guerra Civil
Franquismo
Transição Espanhola

Espanha teve como descobridor Cristóvão Colombo que descobriu a América, chegando à Ilha de Guanaani em 1492[1].

A verdadeira intenção do navegador napolitano era chegar as Índias por meio do Oceano Atlântico de forma a diretamente negociar com os produtores dos bens que adquiriam por meio de intermediários.

Aos olhos de Colombo ele estava nas Índias, por isso chamaram seus habitantes de índios.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Descoberta da América: As viagens de Cristóvão Colombo». educacao.uol.com.br. Consultado em 19 de agosto de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.