Dia Mundial de Combate à AIDS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A fita vermelha, símbolo mundial da luta contra a AIDS/SIDA.
Dia Mundial de combate à AIDS, em Brasília.
Dia Mundial de combate à AIDS, em Buenos Aires, Argentina.

O Dia Mundial de Combate à AIDS (português brasileiro) ou Dia Mundial de Luta Contra a Sida (português europeu), internacionalmente definido como o dia 1° de dezembro, é uma data voltada para que o mundo una forças para a conscientização sobre a Síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA).[1] Desde o final dos anos 80, tal dia vigora no calendário de milhares de pessoas ao redor do mundo.

É um dos 8 dias mundiais relacionados com a saúde que é celebrado a nível global (Dia Mundial da Saúde, Dia Mundial do Dador de Orgãos, Dia Mundial da Imunização, Dia Mundial da Tuberculose, Dia Mundial sem Tabaco, Dia Mundial da Malária e Dia Mundial contra Hepatite).A entidade responsável é Organização Mundial de Saúde.

Estatísticas (dados 2016)[editar | editar código-fonte]

  • Pessoas que vivem com HIV - 36,7 Milhões[2]
  • Novos casos de infecção - 1,8 Milhões ( 5,000 novas infecções por dia)
  • Mortes relacionadas com HIV - 1 Milhão
  • Pessoas vivendo com HIV e acesso a anti-retrovirais - 20,9 Milhões
  • Pessoas que sabem que têm HIV - só 70% dos infectados sabem que têm a doença[3]

Referências

  1. «Dia Mundial de Combate à Aids: de onde veio o HIV?». BBC. Consultado em 26 de dezembro de 2014 
  2. «Estatísticas - UNAIDS Brasil». UNAIDS Brasil 
  3. «Sabe tudo sobre VIH/SIDA? | Dia Mundial Luta contra SIDA». www.121doc.com. Consultado em 28 de novembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dia Mundial de Combate à AIDS
Ícone de esboço Este artigo sobre datas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.