Difusão facilitada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Difusão facilitada, também chamada difusão mediada por carreador ou uniporte [1] é uma modalidade de difusão em que não ocorre gasto de energia. O transporte ocorre a favor do gradiente de concentração (do meio mais concentrado para o meio menos concentrado).[2] O soluto atravessa a membrana com a assistência de um carreador proteico específico localizado na superfície da membrana - a permease. Assim, este tipo de difusão diferencia-se dos demais uma vez que a sua velocidade de difusão tende a atingir uma velocidade máxima constante à medida que se aumenta a concentração da substância a ser difundida.

O mecanismo responsável por limitar a velocidade da difusão facilitada se embasa no facto de a substância transportada ligar-se a uma parte específica (um sítio específico) da proteína transportadora . Dessa forma, quando todos esses sítios estiverem "ocupados", não adianta aumentar a concentração da substância a ser transportada. É premente, para o aumento da velocidade, que tais sítios sejam antes desocupados, para que a proteína tenha atividade. Resumindo, quanto mais permeases (proteínas transportadoras) existirem, maior será a sua velocidade; mas se a concentração aumentar, a velocidade aumenta até chegar a um ponto em que estabiliza por não ser possível "inserir" mais permeases na membrana plasmática.

Entre as substâncias que atravessam as membranas biológicas por difusão facilitada, destacam-se a glicose e grande parte dos aminoácidos.

Referências

  1. EATON, Douglas C. ; POOLE, John P. Fisiologia Renal de Vander, p. 67. Artmed Editora, 2009.
  2. BRUNTON, Laurence L. ; CHABNER, Bruce A. ; KNOLLMANN, Björn C. As Bases Farmacológicas da Terapêutica de Goodman & Gilman. 12ª ed. AMGH Editora, 2012, p.674

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia celular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.