Diretor de dublagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

É o organizador ou coordenador do processo da dublagem. A função do Diretor de Dublagem é: ao receber o script e uma cópia do produto audiovisual/cinematográfica (filme, seriado, desenho animado, documentário, etc), que antigamente era em VHS ou DVD. Hoje em dia, devido à segurança exigida pelos distribuidores quanto à sua obra audiovisual/cinematográfica, tanto o filme quanto o scritp são enviados via FTP ou e-mail, normalmente com assinaturas digitais, e com Contratos de Confidencialidade.

O diretor assiste o produto audiovisual ao mesmo tempo que analisa e divide o script em trechos, de no máximo vinte segundos, chamados de loops (no Rio de Janeiro) ou anéis (em São Paulo). A partir disso, o Diretor de Dublagem faz o levantamento de quantos destes loops/anéis cada ator/atriz irá participar da produção audiovisual, tendo, em seguida, o valor a ser recebido por cada ator/atriz e quantas horas de gravação o ator/atriz irá permanecer em estúdio para finalização de sua participação na produção.

A duração de vinte segundos, do loop ou anél, é definida em Convenções Coletivas de Trabalho entre os sindicatos de atores/atrizes e empresas/estúdios de gravação de dublagem. Normalmente, os SATEDs (Sindicatos de Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões) regionais têm uma cópia das últimas Convenções Coletivas de Trabalho.

Após este primeiro passo de preparação do processo de dublagem, o Diretor de Dublagem escolhe os atores adequados para cada personagem, de acordo com a idade do personagem, a idade aparente e timbre da voz, a capacidade de atuação, etc.

Alguns distribuidores, ou estúdios de dublagem, costumam pedir testes de voz para definir qual ator/atriz irá dublar o ator original da produção audiovisual/cinematográfica.

Anterior à gravação em estúdio, o Diretor de Dublagem elabora o esquema de gravação de dublagem, com os horários, de entrada e saída, dos atores/atrizes, e utilização de estúdio. A partir desta etapa, o estúdio de dublagem tem conhecimento de quanto tempo irá utilizar para a gravação de dublagem da produção audiovisual/cinematográfica, e seu custo primário.


Pela Legislação Brasileira, a atividade de Diretor de Dublagem é definida pelo Decreto-Lei 82.385/78 (que regulamenta a Lei 6.533/78), no qual, é apresentada a descrição de Diretor de Dublagem em seu Quadro Anexo, na seção sobre CINEMA.