Discussão:Oyèrónkẹ Oyěwùmí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Boa noite. Reverti a alteração feita por SEPRodrigues no verbete sobre Oyèrónkẹ́ Oyěwùmí, pois aparentemente foi interpretada como vandalismo contra o verbete. Talvez por uso de um IP randômico. Mas, como é possível observar, apenas introduzi uma sinopse do primeiro livro da autora e, também, corrigi uma das aparições de seu nome.

Não sou um especialista em wiki, então peço perdão se tiver cometido algum erro ou equívoco.

Abraços,

--Wandersonn (discussão) 23h47min de 21 de outubro de 2018 (UTC) Wanderson Flor do Nascimento[Responder]

Wandersonn, primeiramente gostaria de agradecer pela criação da página! Se precisar de ajuda sobre a wiki pode contar comigo, inclusive convido você para melhorarmos o verbete, algumas referências precisam ser incluídas, principalmente na seção "A Invenção das Mulheres". Talvez se interessar, há um debate em torno da crítica de Oyěwùmí ao feminismo ocidental que coloquei abaixo.

CalliandraDysantha (discussão) 00h03min de 15 de outubro de 2021 (UTC)[Responder]

Oyèrónkẹ Oyěwùmí é sim crítica ao feminismo (ocidental)[editar código-fonte]

A quem interessar,
Gostaria de abrir aqui uma discussão que tarda a acontecer neste verbete.
Existe um histórico de falhas na comunicação entre editores/as em torno do fato de que Oyèrónkẹ Oyěwùmí é sim crítica à noção de gênero do feminismo ocidental (e à aplicação da categoria "mulheres" no caso da sociedade Oyó-Iorubá) e seu livro A invenção das mulheres é inequívoco quanto a isto.

Além disso, me proponho a melhorar o verbete e melhor referenciar esta questão que coloco... que inclusive é substrato para outros debates sobre os feminismos (assim mesmo no plural e em vermelho) e a hegemonia ocidental. Convido a parte da comunidade interessada no assunto a fazer o mesmo.

CalliandraDysantha (discussão) 23h57min de 14 de outubro de 2021 (UTC)[Responder]

Olá, Calliandra!
Sim, Oyeronké é critica ao feminismo e à noção de gênero. Inclusive a mudança que fiz foi devido ao fato dela se colocar contraria ao feminismo em uma palestra dada na UNB e propor Oxunismo como possibilidade e caminho de luta. Logo, não entendi seu comentário, mas creio que precisamos, sim, ampliar a comunicação. Coloco-me à disposição para trocas.
Pretendo, futuramente, quando tiver tempo, melhorar também algumas questões aqui, mas sinta-se à vontade para contribuir. Danielle C Moraes (discussão) 18h06min de 14 de janeiro de 2022 (UTC)[Responder]