Divã (instituição)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outras acepções, veja Divã.

Divã[1][2][3][4] (em persa: ديوان; transl.: dīwān/dīvān) é uma palavra árabe de origem persa que significa «registo», «gabinete» ou «administração». Normalmente designa uma instituição de governo composta por vários membros, mas cujo significado preciso pode diferir de acordo com a região.

No contexto Otomano, divã refere-se ao conselho de estado do sultão ou ao espaço onde se reúne. No contexto Persa, divã começou a por designar os governos abássidas e depois otomanos. Na cultura Indiana, divã (dîvân ou dîwân) designa um ministro, normalmente das finanças, junto de soberanos muçulmanos. Durante o domínio mongol, o título passa a designar não apenas os ministros como também os respectivos ministérios (Dîvân-i Âm) e o Conselho do imperador (Dîvân-i Arz).

Referências

  1. «Divã». Michaelis. Consultado em 12 de novembro de 2015. 
  2. «Divã». Aulete. Consultado em 12 de novembro de 2015. 
  3. «Divã». Infopédia. Consultado em 12 de novembro de 2015. 
  4. «Divã». Priberam. Consultado em 12 de novembro de 2015.