Documentoscopia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Documentoscopia é uma ciência forense que diz respeito ao estudo e análise de documentos com o intuito de apurar sua autenticidade ou falsidade.

Documento é qualquer registro de um conhecimento ou de um fato. Esta definição inclui, entre outras, a análise de escritas e assinaturas, de impressões gráficas de todos os tipos, de papéis e outros suportes, de marcas, de mídias em geral (mídias e seus conteudos, quando se tratar de informações, são normalmente consideradas como documentos pelo tribunais), de fotografias e imagens, de áudios, de vídeos etc.

Etapas[editar | editar código-fonte]

A análise de um documento pode envolver diversos aspectos, cada um desenvolvido atraves de técnicas especificas. Algumas subdivisões da documentoscopia são:

  • Grafotecnia (análise de escrita manual e das assinaturas)
  • Mecanografia (estudo da escrita mecânica, incluindo impressoes digitais)
  • Alterações Documentais (deteção de rasuras, acréscimos, substituições, montagens, cancelamentos)
  • Exame de Selos e outros Papeis de segurança
  • Exame de Tintas (de escrita manual e mecânica)
  • Exame de Suporte
  • Exame de Instrumentos Gráficos

Em alguns casos, como, por exemplo, na análise de áudios, vídeos, imagens ou outros documentos digitais, a documentoscopia pode transbordar ou fazer uso de técnicas associadas a outras ciências forenses, como a computação forense ou a fonologia forense.