Eduardo José Farah

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Eduardo José Farah (Campinas, 1 de maio de 1934São Paulo, 17 de maio de 2014)[1] foi um empresário e dirigente desportivo brasileiro. Foi presidente da Federação Paulista de Futebol de 1988 a 2003[1].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Farah iniciou suas atividades profissionais no ramo de tecidos. Depois, tentou a sorte nos setores imobiliário e financeiro até se tornar dirigente esportivo.[2] Ligado ao Guarani, Farah foi presidente do clube em 1967.[3]

Em 1988, assumiu a presidência da Federação Paulista de Futebol, cargo no qual permaneceu até 2003, quando foi sucedido por Marco Polo Del Nero.[4] Durante sua gestão, a federação implantou inovações nas partidas, como decisões por pênaltis após jogos que terminassem empatados, dois árbitros atuando por jogo e o uso do spray para posicionamento da bola e da barreira em cobranças de faltas.[3]

Depois de sair do mundo do futebol, dedicou-se a seus negócios pessoais.[2]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Revista Veja (17 de maio de 2014). «Eduardo José Farah, ex-presidente da FPF, morre em SP». Consultado em 17 de maio de 2014 )
  2. a b Que fim levou:Eduardo José Farah - Terceiro Tempo, sem data
  3. a b «Eduardo Farah morre aos 80 anos». Lance! (6 015). São Paulo: Areté Editorial. 18 de maio de 2014. 22 páginas 
  4. Marco Polo Del Nero herdou a vaga de Ricardo Teixeira na Fifa - Folha de S.Paulo, 27 de novembro de 2012
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.