Elfo e Ínguino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Elfo e Ínguino
Elfo dá um golpe de espada mortal no seu irmão Ínguino, sentado junto a Bera. Gravura de Gerhard Munthe.
Antecessor(a) Alarico e Érico
Sucessor(a) Hugleik
Casa Casa dos Inglingos
Pai Alarico

Elfo e Ínguino (Alf e Yngve), também referidos como Alfr e Yngva ou Yngvi e Álfr em nórdico antigo, foram dois reis lendários corregentes dos suíones (Sveas) no século IV. Os dois meio-irmãos eram filhos de Alarico, fazendo parte da Dinastia dos Inglingos. [1]

Estão mencionados em: Lista dos Inglingos (poema escáldico do poeta norueguês Tjodolfo de Hvinir do século IX), Saga dos Inglingos (saga do historiador islandês Snorri Sturluson do século XIII), e História da Noruega (crónica histórica de um clérigo norueguês anônimo do século XII). [1]

A Saga dos Inglingos conta: Elfo era um homem calado e pouco social, casado com a bela Bera. Ínguino era, pelo contrário, um homem de ação, alegre e sociável. Um dia, Elfo encontrou a sua mulher Bera em conversa animada com Ínguino. Cheio de ciúmes, Elfo puxou da espada e espetou-a em Ínguino. Este ainda teve forças para pegar na espada e dar um golpe em Elfo. Os dois irmãos caíram mortos. [1] [2] [3]

Referências

  1. a b c «Ynglinga saga» (em nórdico antigo). Heimskringla 
  2. «Ynglingatal (Lista dos Inglingos)» (em Nórdico antigo). Heimskringla 
  3. Lagerqvist, Lars; Nils Åberg (2004). «Saga och sägen om våra förhistoriska kungar (Lendas e tradições dos nossos reis pré-históricos)». Litet lexikon över Sveriges regenter (Pequeno léxico dos regentes da Suécia) (em sueco). Boda kyrkby: Vincent. p. 7. 63 páginas. ISBN 91-87064-43-X 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Alarico e Érico
Reis co-regentes da Suécia
Século IV
Sucedido por
Hugleik