Elizabeth Gilbert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Elizabeth Gilbert
Gilbert em 2009
Nascimento 18 de julho de 1969 (50 anos)
Waterbury, Connecticut
Residência Gramercy Park, Nova Iorque
Ocupação Romancista, contista, memorialista
Magnum opus Comer, Rezar, Amar BRA ou Comer, Orar, Amar PRT (2006)

Elizabeth M. Gilbert (Waterbury, 18 de julho de 1969) é uma romancista, ensaísta, contista, biógrafa e memorialista norte-americana. É mais conhecida por suas memórias escritas em 2006, Eat, Pray, Love, que em julho de 2010 estava há 180 semanas na lista dos mais vendidos do New York Times e que também deu origem ao filme de mesmo nome em 2010.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Elizabeth cresceu numa quinta em Litchfield, Connecticut. Tem uma irmã mais velha, Catherine Gilbert Murdock, que é escritora de literatura juvenil.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

A sua obra Eat, Pray, Love é baseada na sua história de amor com o seu segundo marido, José Nunes, mencionado no livro como um importador brasileiro. Em 2007 mudaram-se para uma cidade costeira francesa, onde vendiam Budas indonésios e outros artigos num armazém, negócio que encerraram em 2015.

Depois de se ter separado de Nunes, decidiu revelar que estava apaixonada pela melhor amiga, Rayya Elias, uma artista Síria-americana que sofria de um estádio terminal de cancro. Elias morreu em 2018; Elizabeth está agora numa relação com um fotógrafo inglês, Simon MacArthur, um anterior amigo de Elias[2].

Obras[editar | editar código-fonte]

Colecções de histórias[editar | editar código-fonte]

  • Peregrinos (1997) - no original Pilgrims (Prémio Pushcart, finalista do Prémio PEN/Hemingway)

Romances[editar | editar código-fonte]

  • Filha do Mar (2000) - no original Stern Men
  • A Marca de todas as coisas (2013) - no original The signature of all things;
  • City of Girls (2019).

Biografias[editar | editar código-fonte]

Memórias[editar | editar código-fonte]

  • Comer, Rezar, Amar BRA ou Comer, Orar, Amar PRT (2006) - no original Eat, pray, love;
  • Comprometida (2010) - no original Commmitted - a love story;
  • Grande Magia - Vida Criativa Sem Medo (2015) - no original Big Magic - Creative Living Beyond Fear

Referências

  1. «Paperback Nonfiction». The New York Times. 28 de fevereiro de 2010. Consultado em 1 de maio de 2010 
  2. Penelope Green, NY Times (29 de Maio de 2019). «Eat, Pray, Love, Lose, Write a Book, Repeat The evolution of Elizabeth Gilbert.». Consultado em 31 de Maio de 2019  line feed character character in |título= at position 44 (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.