Elmano Sancho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Elmano Sancho (1982) é um actor português.[1]

Licenciou-se em Teatro, ramo de Actores, na Escola Superior de Teatro e Cinema, tendo estudado também na Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid, em Espanha, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, no Brasil, e no Conservatoire National Supérieur D´Art Dramatique de Paris, em França. Em 2014 vai trabalhar e estudar na SITI COMPANY (Anne Bogart), em Nova Iorque, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. É bilingue em francês e fala fluentemente espanhol e inglês.

Trabalhou com o Teatro da Garagem, Teatro dos Aloés, Ensemble - Sociedade de Actores, Jorge Silva Melo, Emmanuel Demarcy-Mota, Rogério de Carvalho, Ana Tamen, Miguel Abreu, Maria João Miguel, Paulo Lage, Pedro Gil. Integrou o elenco da primeira companhia teatral europeia (direcção de Virgínio Liberti e Annalissa Bianco, Festival de Nápoles e Mérida). Integrou a XVIII edição da École des Maîtres com Arthur Nauzyciel.

Foi nomeado para o prémio de melhor actor pela Sociedade Portuguesa de Autores.[2] com o espectáculo "Não se brinca com o amor", de Alfred de Musset (2012) e "O Campeão do Mundo Ocidental" de J.M. Synge (2014).

Foi nomeado para o prémio de melhor actor para os Globos de Ouro com o espectáculo " Não se brinca com o amor", de Alfred de Musset (2011), "Herodíades" de Giovanni Testori (2012) e " A Estalajadeira" de Carlo Goldoni (2013).

Foi nomeado pela TimeOut para o prémio de melhor actor do ano (2012) com o espectáculo " Herodíades" de Giovanni Testori.

Trabalhou, em Paris, com Bruno Bayen ( "Les Femmes Savantes", de Molière) e Jacques Allaire na Comédie Française.[3][4]

Colaborou de 2009 a 2014 com a companhia de teatro Artistas Unidos.[5]

Durante a temporada de 2012/2013 trabalha com António Aguiar em " Branca de Neve" de Robert Walser (Festival FRINGE de Madrid, Festival Internacional de Setúbal) e Bruno Freyssinet da Transplanisphère em "The Power of Yes" de David Hare - Festival de Epidauro 2013/Grécia. 

Assina a sua primeira encenação, na qual também é actor, em Setembro de 2014, com o espectáculo " Misterman" de Enda Walsh. É distinguido com o prémio de melhor actor de Teatro pela Sociedade Portuguesa de Autores. Em 2015 apresenta o seu segundo espectáculo, " I Can´t Breathe" no Festival Temps d´Images pelo qual recebe a menção especial do prémio da crítica da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.

No cinema e na televisão trabalhou com Keren Ben Rafael, Odile Brook, Jorge Paixão da Costa, Hugo Diogo, Solveig Nordlund, Valéria Sarmiento, Jérôme Cornuau, Benoît Jacquot, Jorge Queiroga, Yuri Alves, Sérgio Graciano, Fernando Vendrell e Rita Nunes. É igualmente licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto e em Tradução (Francês/Espanhol/Inglês) pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

É um dos actores de Portugal mais conhecidos fora do país.[6]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.