Emil Ábrányi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Emil Ábrányi
Nascimento 22 de setembro de 1882
Budapeste
Morte 11 de fevereiro de 1970 (87 anos)
Budapeste
Sepultamento Cemitério de Kerepesi
Cidadania Hungria
Progenitores Pai:Emil Ábrányi
Alma mater Academia de Música Franz Liszt
Ocupação maestro, compositor, professor de música
Empregador Academia de Música Franz Liszt
Assinatura
Ábrányi Emil aláírás.jpg

Emil Ábrányi (22 de setembro, 188211 de fevereiro, 1970) foi um compositor e diretor de ópera da Hungria.

Óperas[editar | editar código-fonte]

  • A ködkirály (The King of Mist) (1 aot, libreto de Á. Pásztor, 17 de maio de 1903, Casa de Ópera Real Húngara, Budapeste)
  • Monna Vanna (3 acts, libretto by Emil Ábrányi, Sr. (pai do compositor), baseado no drama homônimo de Maurice Maeterlinck, 2 de março de 1907, Casa de Ópera Real Húngara, Budapeste).
  • Paolo és Francesca (3 atos, libreto baseado em Dante de autoria de Emil Ábrányi, Sr., 13 de janeiro de 1912, Casa de Ópera Real Húngara, Budapeste)
  • Don Quijote (3 atos, libreto baseeado em Cervantes de autoria de Emil Ábrányi, Sr., 30 de novembro de 1917, Casa de Ópera Real Húngara, Budapeste)
  • Ave Maria: Májusi intermezzo (Um Intermezzo de Maio) (1 ato, 25 de fevereiro de 1922, Teatro Municipal de Budapeste).
  • A vak katona (O Soldado Cego) (1 ato, libreto de E. Sas., 11 de junho de 1923, Teatro Municipal de Budapeste).
  • Ay éneklö dervis (O Dervixe Cantante) (2 atos, libreto de N. W. Khayatt, 1937, não executada).
  • Liliomos herceg (O Príncipe dos Lírios) (3 atos, libreto de Bohdaneczky, 1938, não executada).
  • Bizánc (Bizâncio) (3 atos, libreto de E. Innocent-Vincze, baseado em F. Herczeg, 1942, não executada).
  • Éva boszorkány (Eva, a Bruxa) (3 atos, libreto baseado em F. Herczeg, 1944, não executada).
  • Balatoni rege (Uma Lenda de Balaton) (3 atos, libreto baseado em F. Herczeg, 1945, não executada).
  • A Tamás-templom karnagya (O Cantor da Igreja de São Tomás) (3 atos, libreto de G. Láng., 1947, não-executada; primeira ópera composta sobre a vida de Johann Sebastian Bach)
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.