Entr'acte (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

"Entr'acte" é o décimo quinto álbum da cantora francesa Françoise Hardy, lançado na França e em outros países. A edição original foi publicada na França, em novembro de 1974.

Perspectiva do álbum[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros momentos de união com Jacques Dutronc, havia certa distância da parte de Dutronc. Os momentos de ausência e silêncio não agradavam a cantora.

"A minha principal motivação é de ordem sentimental. Eu canto músicas, porque, como escreveu Alain Souchon: Minha canção sobre você é a cola cantada para que você nunca parta. "[1]

Durante todo o seu relacionamento desconexo, ela lhe falará com música.

"Eu escrevi muitas músicas que eram diretamente dirigidas a ele. Bem, até hoje, eu não sei se ele as ouviu."[2]

Com a intenção de lhe inquietar, tomando um rumo catártico, ele escreve a tram de um álbum-conceito em que afirma sua sexualidade: a história de uma mulher que, negligenciada, tem uma aventura de uma noite com outro homem.

Em 1974, quase um ano após o nascimento de seu filho Thomas, o casal decide viver junto, e se muda para uma casa no bairro do Parc Montsouris, no 14e arrondissement de Paris.

Edições originais[editar | editar código-fonte]

 França, novembro de 1974 : lp 33 rpm/30 cm., "Entr'acte", WEA-Filipacchi Music/Warner Bros (56 091 B).
 França, novembro de 1974 : cassete de áudio, "Entr'acte", a WEA-Filipacchi Música (,,,).

Créditos[editar | editar código-fonte]

Encarte: fotografias de Jean-Marie Périer.
Diretor de arte : Hugues de Courson[3].

Lista de canções[editar | editar código-fonte]

As dez canções que compõem este álbum foram gravadas em estéreo.

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Ce soir"   Françoise Hardy, Jean-Pierre Castelain, Jean-Pierre Castelain 3:25
2. "Merveilleux"   Françoise Hardy, Gérard Kawczynski, André Georget 1:50
3. "Et voilà"   Françoise Hardy, Jean-Pierre Castelain, Jean-Pierre Castelain e André Georget 2:15
4. "Je n'aime pas ce qu'il dit"   Françoise Hardy, Jean-Pierre Castelain, Jean-Pierre Castelain e André Georget 3:45
5. "Chanson noire"   Françoise Hardy, Hugues de Courson, Del Newman 2:05
6. "Je te cherche"   Françoise Hardy, André Georget, Jean-Pierre Castelain 3:00
7. "S’il avait été"   Françoise Hardy, Catherine Lara, Del Newman 2:40
8. "Bonjour, bonsoir"   Françoise Hardy, Michel Sivy, Francis Moze 3:12
9. "Il y a eu des nuits"   Françoise Hardy, Catherine Lara Del Newman 1:55
10. "Fin d'après-midi"   Françoise Hardy, Jacques Dutronc, André Georget 2:30

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. Entrevista publicada na Quel avenir magazine, 1997.
  2. Artigo no site da SACEM — parágrafo Situations sentimentales.
  3. Compositeur de Chanson noire pour cet album, Hugues de Courson a collaboré avec Françoise Hardy dès 1968, pour l’album Comment te dire adieu, en composant la musique de Étonnez-moi Benoît… !