Estêvão da Arménia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estêvão da Arménia
Nascimento Século XII
Morte 7 de fevereiro de 1165
Progenitores Pai:Leão I da Arménia
Filho(s) Leão II da Arménia, Ruben III da Arménia

Estêvão da Armenia Arménia(PE) ou Armênia(PB) (11117 de Fevereiro de 1165) foi marechal do Principado Arménio da Cilícia, filho de Leão I da Arménia e pai dos príncipes Ruben III e Leão II.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O seu pai nomeou-o marechal em 1138, aquando da invasão de João II Comneno à Cilícia. Estêvão evadiu a captura pelos bizantinos ao refugiar-se no Condado de Edessa juntamente com o irmão Melias. Em 1157 pôs em perigo a paz entre a Cilícia e o Império Bizantino ao atacar territórios imperiais ao redor de Maraş, contra os desejos do seu meio-irmão e soberano Teodoro II da Arménia, mas fracassou na tentativa de tomar a cidade.

Em 1165, o governador bizantino da cidade de Tarso Andrónico Euforbeno convidou-o para um banquete, onde o assassinou a 7 de Fevereiro de 1165 como vingança pelas suas incursões. Teodoro e o Melias responderam com um massacre indiscriminado de gregos nos domínios da Cilícia, e uma nova guerra contra Constantinopla só foi evitada pelos esforços diplomáticos de Amalrico I de Jerusalém.

Do seu casamento com Rita de Barbaron nasceram:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]