Estímulo nervoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2018). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.

Estímulos nervosos são todos os estímulos externos recebidos pelo encéfalo pela parte superior da medula.

Estímulos voluntários[editar | editar código-fonte]

São aqueles realizados pela vontade do ser em questão, obedecendo suas vontades e desejos, para realizar acções intencionais. Entre essas ações, estão movimentar os membros, apertar algo com as mãos ou caminhar.

Estímulos involuntários[editar | editar código-fonte]

São aqueles realizados sem a intenção (às vezes, até sem o conhecimento) do ser vivo, sendo reações automáticas às influências do meio externo. Entre essas reações podem ser exemplo o ato de respirar, digerir alimentos e movimentações de resposta, como gritar quando atingido, aumentar a frequência cardíaca em resposta a um susto ou até mesmo levantar a perna ao ter um certo ponto do joelho pressionado.