Estação arqueológica do Cabeço do Vouga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estação arqueológica do Cabeço do Vouga.

A Estação arqueológica do Cabeço do Vouga localiza-se no Cabeço do Vouga, ou Monte Marnel, freguesia de Lamas do Vouga, concelho de Águeda, distrito de Aveiro, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Na estação arqueológica, podem observar-se vestígios de uma antiga povoação fortificada que remonta à Idade do Ferro, tendo sido posteriormente ocupada, à época da romanização. Este sítio arqueológico foi parcialmente escavado no século XX por António Gomes da Rocha Madahil e, nos finais do mesmo século, pelo Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal de Águeda. Segundo as investigações mais recentes, identifica-se com o oppidum Talabriga das fontes clássicas, capital de uma das civitates em que se dividia o conventus Scalabitanus. O seu território correspondia no essencial à região do Baixo Vouga. Na idade média, o povoado fortificado que ainda ali existia era conhecido como castro, castellum ou civitas Marnel.

A estação encontra-se classificada como Imóvel de Interesse Público desde 1947. Na sequência das escavações de finais do século XX, a estação esteve aberta ao público durante vários anos. Entretanto, foi encerrada e encontra-se presentemente em estado de abandono total.

Características[editar | editar código-fonte]

É constituída por construções circulares.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.