Volemia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Estado de volume)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Volemia é um termo médico para a quantidade de sangue circulando no corpo. Em um humano adulto, ela é de aproximadamente 75 ml/kg, logo um homem de 60 kg possui cerca de 4,5 litros de sangue.[1] Quando essa quantidade decresce (geralmente por causa de uma hemorragia, desidratação ou problemas renais), se dá o nome de hipovolemia, e caso fique abaixo de 80–70% do original causa choque volêmico. É chamada de hipervolemia quando, pelo contrário, ela é excessiva por conta de absorção de líquidos em excesso (geralmente por desequilíbrio hidroeletrolítico ou desequilíbrio ácido-básico, por medicamentos ou intencionalmente em certos procedimentos cirúrgicos[2]).

Frequentemente a volemia é inferida pelo peso, mas pode ser necessário saber a volemia mais precisamente para a administração de medicamentos sensíveis, nos quais pequenas doses causam grandes alterações, como anestésicos e toxinas potentes.[3]

Reposição volêmica se refere às técnicas utilizadas para repôr o sangue perdido no caso de uma hipovolemia, diminuir o volume no caso de hipervolemia e aos procedimentos para manter ele estável quando houver risco de alterações (como transfusão de sangue).[4]

Referências

  1. «Volemia». Dicio. Consultado em 8 de março de 2011 
  2. ABRANTES, Wilson Luiz. Hipervolemia mais tríplice oclusão vascular no tratamento da lesão traumática da veia cava retro-hepática e veias hepáticas. Rev. Col. Bras. Cir. [online]. 2001, vol.28, n.5 [cited 2011-03-08], pp. 383-385. Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-69912001000500012&lng=en&nrm=iso>. ISSN 0100-6991. doi: 10.1590/S0100-69912001000500012.
  3. Oleskovicz, N.; Moreno2, J.C.D.; Guirro, E.C.P.; Valadão, C.A.A.; Fantoni, D.T. (2009). «Efeitos cardiovasculares da anestesia dissociativa na reposição volêmica com colóide e solução hipertônica em cães: avaliação biotelemétrica» (PDF). Scielo 
  4. Dr. Adriano Carvalho (14 de dezembro de 2010). «REPOSIÇÃO VOLÊMICA» (PDF). Faculdade de Medicina da UFMG. Consultado em 8 de março de 2011. Arquivado do original (PDF) em 14 de dezembro de 2010