Explosão de caminhão-tanque em Freetown

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Explosão de caminhão-tanque em Freetown
Hora c. 22:00 TMG (UTC+0)
Data 5 de novembro de 2021
Localização Freetown, Serra Leoa
Tipo Explosão de tanque de combustível
Causa Colisão entre um tanque de combustível e um caminhão
Mortes 99+
Lesões não fatais 100+

Em 5 de novembro de 2021, um caminhão-tanque de combustível colidiu com um caminhão em Freetown, Serra Leoa, resultando em uma explosão que matou pelo menos 99 pessoas e feriu mais de 100.[1][2]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Freetown é uma cidade portuária que é a capital e maior cidade da Serra Leoa, com uma população de mais de 1,2 milhões de pessoas.[2]

Evento[editar | editar código-fonte]

Aproximadamente às 22:00 GMT de 5 de novembro, um caminhão-tanque e um caminhão colidiram em um cruzamento fora do Supermercado Choithram no subúrbio de Wellington, em Freetown.[2][3] O combustível derramou do tanque antes da ignição; a prefeita de Freetown, Yvonne Aki-Sawyerr, afirmou que as pessoas se aglomeraram para coletar combustível do veículo vazando;[4] o jornalista freelance Umaru Fofana disse que motoristas de moto-táxi nas proximidades começaram a coletar o vazamento de combustível, resultando em um congestionamento. Ele também afirmou que muitas das vítimas foram queimadas em seus próprios veículos.[2][4]

Relatórios afirmam que um ônibus cheio de pessoas foi totalmente queimado e lojas e mercados próximos pegaram fogo depois que o combustível derramou nas ruas.[4] Imagens transmitidas por meios de comunicação locais mostraram corpos carbonizados ao redor do caminhão-tanque.[2]

Foi confirmado que pelo menos 99 pessoas morreram no desastre e mais de 100 ficaram feridas.[5]

Consequências[editar | editar código-fonte]

Mohamed Lamrane Bah, diretor da Agência Nacional de Gestão de Desastres (NMDA), afirmou que os feridos foram transferidos para hospitais e os corpos foram recolhidos. Ele acrescentou que os esforços de resgate no local haviam terminado. Várias pessoas estão em estado crítico.[1] De acordo com um membro da equipe da unidade de terapia intensiva do Hospital de Connaught, cerca de 30 vítimas gravemente queimadas não devem sobreviver. O presidente Julius Maada Bio, que participou das negociações sobre o clima das Nações Unidas, ofereceu condolências e prometeu apoio às famílias das vítimas.[3][4] O vice-presidente Mohamed Juldeh Jalloh visitou dois hospitais.[3] O jornalista Omar Fofana informou que os serviços do hospital estão sobrecarregados.[4]

Referências

  1. a b CNN, Teele Rebane and Yong Xiong. «At least 98 killed in Sierra Leone fuel tanker explosion». CNN. Consultado em 7 de novembro de 2021 
  2. a b c d e «Sierra Leone explosion: Scores dead after Freetown oil tanker collision». BBC News (em inglês). 6 de novembro de 2021. Consultado em 7 de novembro de 2021 
  3. a b c «Oil tanker explodes in Sierra Leone, killing at least 98». AP NEWS (em inglês). 6 de novembro de 2021. Consultado em 7 de novembro de 2021 
  4. a b c d e «Fuel tanker blast in Sierra Leone capital kills 99 people». www.aljazeera.com (em inglês). Consultado em 7 de novembro de 2021 
  5. Fofana, Umaru (6 de novembro de 2021). «Ninety-nine killed in fuel tanker blast in Sierra Leone capital». Reuters (em inglês). Consultado em 7 de novembro de 2021