Expressão facial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Algumas expressões faciais
Expressão de nojo ou azedume

A expressão facial é um ou mais movimentos e expressões dos músculos da face e é sinal de emocionalidade, segundo Armindo Freitas-Magalhães, um dos maiores especialistas mundiais da atualidade. Estes movimentos geralmente significam a transmissão de algum estado emocional do indivíduo aos seus observadores. As expressões faciais são uma forma de comunicação não-verbal. Eles são o principal meio de transmissão de informações sociais entre os seres humanos, mas eles também ocorrem na maioria dos outros mamíferos e outras espécies animais..[1]

O pioneiro instrumento para classificar cientificamente a face humana o F-M Facial Action Coding System 2. 0 (F-M FACS 2.0)[2] foi criado em 2017 pelo Dr. Freitas-Magalhães, e apresenta cerca de 2 mil segmentos em 4K, com recurso a tecnologia 3D e de reconhecimento automático e em tempo real.

Os seres humanos podem adotar uma expressão facial, voluntária ou involuntariamente, e os mecanismos neurais responsáveis ​​pelo controle da expressão diferem em cada caso. Expressões faciais voluntárias são muitas vezes socialmente condicionado e são conduzido por comando enviados ao cérebro. Por outro lado, as expressões faciais involuntárias são consideradas inatas e seguem um percurso subcorticais no cérebro, exemplo, uma expressão de dor, ou o próprio choro.

O reconhecimento facial é muitas vezes uma experiência emocional para o cérebro, e na amígdala, está muito envolvida no processo de reconhecimento.

Os olhos são muitas vezes vistos como características importantes de expressões faciais. Aspectos como a taxa de piscar pode ser usado para indicar se uma pessoa está nervosa ou se ou não ele ou ela está mentindo/brincando, no caso da piscadela. Além disso, o contato visual é considerado um aspecto importante da comunicação interpessoal. No entanto, existem diferenças culturas em relação à propriedade social de manter contato com os olhos ou não.

Para além do carácter, este torna-se acessório das expressões faciais na comunicação falada entre pessoas e desempenham um papel importante na comunicação com a língua de sinais. Muitas frases em língua de sinais incluem expressões faciais.

Há controvérsia em torno da questão da existência ou não as expressões faciais são universais em todo o mundo e apresenta entre os seres humanos. Os defensores da hipótese de alegação de universalidade, apontam que muitas expressões faciais são inatas e têm raízes na ancestrais evolutivos. Os oponentes dessa visão causa a exactidão dos estudos utilizados para testar essa afirmação, e em vez acreditar que as expressões faciais são condicionadas e que as pessoas ver e compreender expressões faciais, em grande parte das situações sociais em torno delas.

Referências

  1. Expressões facial: Sua cara diz tudo
  2. Freitas-Magalhães, A. (2017). Facial Action Coding System 2.0: Manual de Codificação Científica da Face Humana. Porto: FEELab Science Books. ISBN 978-989-8766-86-1.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Expressão facial
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Expressão facial