Faculdades Oswaldo Cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Faculdades Oswaldo Cruz
FOC
Fundação 1914
Tipo de instituição Particular
Localização São Paulo, SP
Diretor(a) Carlos Eduardo Quirino Simões de Amorim
Página oficial http://www.oswaldocruz.br/

Faculdades Oswaldo Cruz reconhecido como um dos mais tradicionais complexos educacionais do país, o Colégio Oswaldo Cruz começou a construir sua história em 1914, ano de sua fundação. Sua trajetória de mais de cem anos nos âmbitos da educação brasileira foi responsável por tornar a renomada instituição em um dos principais centros da educação escolar e profissional do Brasil, obtendo assim seu prestígio como resultado de sua excelente qualidade de ensino e infra-estrutura.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1914, foi fundado o Colégio Oswaldo Cruz.

Em 1954, o professor Oswaldo Quirino Simões assumiu o cargo de Diretor Geral do Colégio, que era situado na rua Santa Isabel nº 41 e constituído por cursos primarios, ginasiais e colegiais. Devido a sua excelente qualidade de ensino, no ano de 1956 foi fundada a Escola Técnica Oswaldo Cruz, tendo o seu curso de Química Industrial como um dos pioneiros em toda a América Latina. Tal curso obteve um prestígio tão grande, que foi responsável por 60% das matrículas de todos os cursos técnicos do país. A partir da criação de novos cursos e, consequentemente, do crescente número de alunos, houve a necessidade da construção de um outro prédio para poder atender a grande demanda. A nova construção, com seus sete andares, foi erguido na Avenida Angélica nº 352 e atualmente ainda sedia os Colégios Integrados Oswaldo Cruz-Pais Leme.

Em 1965, foi inaugurada a nova unidade na Rua Brigadeiro Galvão nº 540, no bairro da Barra Funda, situado na zona Oeste de São Paulo. O novo local foi escolhido para ser a matriz das Faculdades Oswaldo Cruz, além de abrigar a “Escola Experimental Professora Rosa Quirino Simões”, de Ensino Fundamental, a qual é o atual laboratório do curso de Pedagogia. Também na década de 1960 foram criados os cursos de Eletrônica, Metalurgia, Administração e, mais tarde, de Processamento de Dados, nas instalações da Avenida Angélica.

Em 1968, houve a integração do Colégio Pais Leme ao tracidional Colégio Oswaldo Cruz dando origem aos Colégios Integrados Oswaldo Cruz-Pais Leme.

Em 1991, assume a Direção Geral da renomada instituição de ensino o Sr. Carlos Eduardo Quirino Simões de Amorim, neto do fundador.

Atualmente, o complexo possui seis unidades instaladas em cinqüenta mil metros quadrados e abriga mais de oito mil alunos.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

A instituição preocupa-se em fazer grandes investimentos na melhoria e na modernização de equipamentos, nas suas principais ferramentas de estudo e dos profissionais envolvidos na formação de seus alunos. Fazem parte de suas instalações: trinta Laboratórios (Biológicas, Exatas, Informática e Línguas); Duzentos e vinte computadores apenas para uso dos alunos; Bibliotecas com quarenta mil volumes, acesso à Internet e sistema de consultas online ao Banco de Dados Bibliográficos das principais universidades estaduais e federais do Estado de São Paulo; Centros Audiovisuais (incluindo um estúdio completo de rádio e outro de TV); Auditórios e Centros de Entretenimento.

Cursos oferecidos [1][editar | editar código-fonte]

  • Administração de empresas [1]

Planejar, dirigir e controlar as empresas são atribuições gerais do Administrador. Sua formação abrangente lhe permite trabalhar em quase todos os departamentos das organizações. É o Administrador que avalia os objetivos da empresa, ou de determinada área, e desenvolve estratégias para alcançá–los. Cria e implanta políticas, programas e métodos de trabalho. Controla e analisa os resultados e, se preciso, corrige distorções. O Administrador cuida dos aspectos financeiros relacionados com aplicações, investimentos, custos, orçamentos e fluxo de caixa. Define os processos de recrutamento, seleção e admissão de funcionários e implanta planos de carreira e de benefícios. Estabelece estratégias de mercado relacionadas com a pesquisa, desenvolvimento e distribuição de produtos e serviços; preocupa–se, ainda, com o aumento da produtividade, através de gerenciamento dos estoques de matérias–primas e reposição. O Administrador deve conhecer as novidades tecnológicas e de modernização. É ele também que atua como representante da empresa em negociações administrativas, comerciais, financeiras e trabalhistas.

  • Contabilidade [2]

O Contador é fundamental em empresas de qualquer porte ou ramo de atividade. É este profissional que faz o planejamento, coordenação e controle das entradas e saídas de valores da empresa, possibilitando uma visão precisa do patrimônio. É o responsável pela apuração de impostos e outros tributos e confere os registros contábeis e demais exigências legais. O estudo da Contabilidade oferece visões da empresa, dos organismos públicos com quem ela interage, da legislação comercial, tributária, trabalhista e civil. O campo de atuação do Contador é bastante amplo, envolvendo áreas, como: Auditoria, Controladoria, Perícia, Contabilidade Gerencial. Com o conhecimento e interpretação das informações, o Contador avalia o patrimônio e analisa os resultados econômicos e financeiros, contribuindo para a tomada de decisões empresariais. O curso forma o Contador Gerencial, um profissional que, além do conhecimento contábil, aprende também elementos de administração.

O curso forma um profissional apto a exercer cargos nas áreas econômica, financeira, comercial e administrativa de empresas públicas e privadas. O estudo da Economia fornece uma visão abrangente do mundo da produção, do consumo e dos negócios em geral. A facilidade com cálculos matemáticos, interesse por questões sociais, capacidade de análise, de avaliação e espírito investigativo, são fatores recomendáveis àqueles que pretendem estudar esta ciência. Compete ao Economista avaliar dados e informações do momento econômico e, a partir deles, fazer previsões de investimento e orientar sobre níveis de produção, receita e lucratividade. É ele o profissional preparado para entender de que forma a política econômica do país interfere na vida das pessoas e das empresas.

O Enfermeiro é o profissional que cuida do ser humano em todas as fases de seu desenvolvimento, visando à saúde e a qualidade de vida. O cuidado de Enfermagem refere–se às ações que se destinam à promoção, prevenção e tratamento de agravos à saúde das pessoas, da família e da comunidade. A competência do enfermeiro inclui, além da gestão de serviços de saúde, a do processo de cuidar de paciente/cliente, considerando a diversidade cultural, o dinamismo da tecnologia aplicada à assistência.

A concepção do Curso de Enfermagem das Faculdades Oswaldo Cruz tem seu alicerce no desenvolvimento de competências e habilidades técnicas, humanistas, científicas, éticas e bioéticas necessárias para a formação de profissionais diligentes e cidadãos.

  • Engenharia Ambiental [5]

O curso forma profissionais que promovem o desenvolvimento de tecnologias voltadas para o bem estar da sociedade, preservando o meio ambiente. Ele atua diretamente na proteção e racionalização dos recursos naturais; planejamento e gerenciamento ambiental; minimização e remediação de impactos ambientais causados pelo homem ou por eventos naturais. Faz o controle da poluição e recuperação de áreas degradadas. Cuida do tratamento de água, esgoto, lixo, drenagem urbana (enchentes), controle de vetores transmissores de doenças e da poluição atmosférica. O caráter multidisciplinar do curso, onde se destacam as áreas de biologia, química e aquelas próprias da engenharia, permite a este profissional atuação nos segmentos industrial, comercial e de serviços, bem como no desenvolvimento de processos que permitem a produção de tecnologias limpas, reduzindo e, mesmo eliminando, a produção de resíduos em benefício da população e do desenvolvimento auto–sustentável.

Nas primeiras e segundas séries de todos os cursos de Engenharia os alunos participam de um ciclo básico com todas as disciplinas elementares destes cursos. A partir das terceiras séries os alunos podem confirmar a opção que fizeram nos seus processos seletivos ou qualquer outra alternativa dentre os cursos de Engenharia.

  • Engenharia Civil [6]

O Engenheiro Civil tem uma atuação bastante ampla. Ao término do curso nossos estudantes estarão aptos a projetar, gerenciar e executar obras como casas, edifícios, pontes, viadutos, estradas, barragens, portos, hidroelétricas, assim como análise das características do solo, estudo da insolação e da ventilação, definição dos tipos de fundação, planejamento de redes de instalações elétricas, hidráulicas e de saneamento das construções. Também compete ao engenheiro civil a escolha do material mais adequado para cada uma dessas situações.

Esse profissional exercerá suas atividades em benefício da sociedade com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas. Cabe a ele garantir a estabilidade e a segurança das edificações, calculando o impacto dos efeitos atmosféricos e também a preservação do meio ambiente.

Nas primeiras e segundas séries de todos os cursos de Engenharia os alunos participam de um ciclo básico com todas as disciplinas elementares destes cursos. A partir das terceiras séries os alunos podem confirmar a opção que fizeram nos seus processos seletivos ou qualquer outra alternativa dentre os cursos de Engenharia.

  • Engenharia de Produção[2]

A atividade central do engenheiro de produção é integrar mão–de–obra, equipamentos e matérias–primas com o propósito de aprimorar a qualidade dos produtos e aumentar a produtividade. Além das disciplinas comuns à formação do engenheiro, outras como economia, administração geral, sociologia, contabilidade, administração da produção, habilitam este profissional a racionalizar técnicas produtivas e organizar atividades logísticas, financeiras e comerciais, que promovem a adequação da empresa ao cenário econômico do país ou ao cenário internacional. Isso faz com que sua formação transceda os limites da indústria, preparando–o para atuar em empresas de seguros na avaliação de riscos ou mesmo no sistema bancário, avaliando a potencialidade de investimentos.

Nas primeiras e segundas séries de todos os cursos de Engenharia os alunos participam de um ciclo básico com todas as disciplinas elementares destes cursos. A partir das terceiras séries os alunos podem confirmar a opção que fizeram nos seus processos seletivos ou qualquer outra alternativa dentre os cursos de Engenharia.

  • Engenharia Química [7]

Compete ao engenheiro químico planejar, projetar e acompanhar a implantação de novas indústrias. Por isso mesmo é um profissional tão requisitado. É ele quem define a capacidade produtiva e os equipamentos necessários à operação industrial, sendo responsável também pelos estudos de viabilidade técnica e econômica do projeto. Uma vez em operação, é o Engenheiro Químico o responsável pelas atividades de controle dos processos industriais, rendimento nas operações e adequação entre recursos e produtividade, procurando não agredir o meio ambiente. É responsável pela manutenção de equipamentos das instalações industriais e por pesquisas e desenvolvimento de novos produtos. Estima–se que nove em cada 10 indústrias químicas brasileiras têm pelo menos um engenheiro formado pela Oswaldo Cruz.

Nas primeiras e segundas séries de todos os cursos de Engenharia os alunos participam de um ciclo básico com todas as disciplinas elementares destes cursos. A partir das terceiras séries os alunos podem confirmar a opção que fizeram nos seus processos seletivos ou qualquer outra alternativa dentre os cursos de Engenharia.

O conhecimento farmacêutico envolve as áreas de medicamentos, cosméticos, saúde pública, produtos biológicos, alimentos e análises clínicas e toxicológicas. No âmbito dos medicamentos, o farmacêutico zela pela assistência integral à saúde das pessoas desenvolvendo, produzindo, controlando e distribuindo medicamentos para o bem estar do paciente.

O curso capacita o aluno a executar as análises clínicas e toxicológicas, necessárias para o diagnóstico preciso das doenças. Na indústria de cosméticos, trabalha na produção e controle de produtos com a garantia da qualidade. Na pesquisa, está capacitado a produzir e controlar soros e vacinas. O interesse por questões científicas, gosto pelas ciências bioquímicas e o compromisso pessoal com o bem–estar das pessoas são características que contribuem para o sucesso nesta profissão. O farmacêutico pode, portanto, atuar na indústria de medicamentos, farmácias e drogarias, farmácias de manipulação, indústrias de alimentos, hospitais, clínicas, laboratórios de análises clínicas e toxicológicas, vigilância sanitária, indústria cosmética, laboratórios de pesquisa e marketing farmacêutico.

O curso de Farmácia das Faculdades Oswaldo Cruz é considerado o melhor do Brasil dentre as instituições privadas, segundo avaliação do MEC.

  • Bacharel em Química [9]

O Bacharel em Química, ou simplesmente Químico, é o profissional cujas atividades se concentram fundamentalmente no âmbito dos laboratórios, de diversos segmentos produtivos, tanto efetuando análises químicas, físico–químicas, quanto no desenvolvimento de projetos de montagem de laboratórios de pesquisa e controle de qualidade. O Químico responde pela formulação de produtos para os mais diversos ramos de atividades, tais como: tintas, vernizes, cosméticos, alimentos, corantes, entre outros. Os químicos formados pelas Faculdades Oswaldo Cruz estão entre os mais conceituados do mercado ocupando relevantes postos nas empresas onde atuam.

Nas primeiras, segundas e terceiras séries dos cursos de Química Bacharelado e Química industrial os alunos participam de um ciclo básico com todas as disciplinas de formação do Químico e nas quartas séries podem confirmar a opção que fizeram em seus processos seletivos ou optarem livremente pelo Bacharelado em Química – com ênfase em pesquisa e desenvolvimento de produtos químicos ou Química Industrial – com ênfase em acompanhamento e otimização de processos químicos.

  • Química industrial [10]

A matriz curricular do Curso de Química Industrial, implantada a partir de 2016, contempla as Diretrizes Curriculares estabelecidas pela Resolução CNE/CES 8, de 11 de março de 2002, bem como é constituída por 29 (vinte e nove) disciplinas que abrangem sólida Formação Básica, a Profissional e a Complementar, perfazendo 2.700 horas de aulas teóricas e práticas, acrescidas de 140 hora de Atividades Complementares e 160 horas de Estágio Supervisionado, totalizando 3.000 horas de carga horária.

Dentro desse contexto, o profissional formado neste curso deverá ser ético, diligente, ter sólida formação generalista, com domínio das técnicas básicas de utilização de laboratórios e equipamentos, com condições de atuar em atividades socioeconômicas que envolvam as transformações da matéria, direcionando essas transformações, controlando seus produtos, interpretando, criticamente, as etapas, os efeitos e seus resultados; aplicando abordagens criativas à solução de problemas que venham ocorrer no âmbito de sua atuação e desenvolvendo novas aplicações e tecnologias.

Atuando na área técnico–científica esse profissional tem por desafio melhorar o desenvolvimento dos processos produtivos, bem como avaliar, com ética e politicamente corretos, os impactos sócio– econômicos e ambientais da sua atividade, a fim de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da comunidade.

No tocante ao campo de trabalho, os Químicos Industriais formados por esta Instituição de Ensino terão as Competências e Habilidades para atuarem em indústrias de medicamentos; cosméticos; alimentos; bebidas; tintas; papel e celulose; têxtil; plásticos; galvanoplastia;

Nas primeiras, segundas e terceiras séries dos cursos de Química Bacharelado e Química industrial os alunos participam de um ciclo básico com todas as disciplinas de formação do Químico e nas quartas séries podem confirmar a opção que fizeram em seus processos seletivos ou optarem livremente pelo Bacharelado em Química – com ênfase em pesquisa e desenvolvimento de produtos químicos ou Química Industrial – com ênfase em acompanhamento e otimização de processos químicos.

  • Licenciatura em Química [11]

O licenciado em Química está habilitado a lecionar em escolas de nível médio, técnicos e cursos profissionalizantes da rede pública e privada. Também está apto a ministrar treinamentos em laboratórios de indústrias químicas, farmacêuticas, alimentícias e laboratórios de pesquisa, bem como para atuar em laboratórios do setor químico.

  1. Cruz, Equipe Web Grupo Oswaldo. «Oswaldo Cruz - Faculdades Oswaldo Cruz». www.oswaldocruz.br. Consultado em 20 de setembro de 2018.  line feed character character in |titulo= at position 15 (ajuda)
  2. Cruz, Equipe Web Grupo Oswaldo. «Curso de Engenharia de Produção - Faculdades Oswaldo Cruz». Portal Faculdades Oswaldo Cruz. Consultado em 20 de setembro de 2018.